Morre paciente que se casou antes de cirurgia de alto risco em Botucatu

Foto HCFMB

 

Uma triste notícia nesta quarta-feira, 02. Faleceu o paciente Milton dos Santos, 57 anos, que estava internado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu. Ele comoveu toda a cidade após realizar o sonho de se casar, mesmo que no Hospital, como ocorreu.

A Cerimônia no Pronto Socorro comoveu toda a comunidade e foi realizada antes de um procedimento cirúrgico de alto risco. Uma semana antes o Sr. Milton sofreu um infarto e foi internado no Pronto Socorro Referenciado (PSR) do HCFMB.

Ao receber a notícia que o tratamento mais indicado para ele seria uma cirurgia, recusou imediatamente, e disse à equipe médica que gostaria de ir pra casa.

Consciente de que o tratamento era extremamente necessário, revelou ao médico Dr. Gustavo Buosi o motivo de não aceitar a cirurgia. “Sei que toda cirurgia tem seu risco, mas eu ainda tenho um sonho para realizar: me casar com a Eva. Estamos juntos há 35 anos, mas ainda não nos casamos”, contou ao médico.

“Se esse era o motivo, se era pro bem dele, por que não ajudá-lo?”, disse o Dr. Gustavo.

De um dia para o outro, toda equipe do PSR se mobilizou: desde a ajuda para a documentação no cartório pela equipe do Serviço Social, até a estrutura improvisada na sala de reuniões, tudo foi feito rapidamente, demonstrando o carinho de todos para realizar a vontade antiga do casal.

Na tarde desta sexta-feira, o tão sonhado “sim” foi dito no PSR do HCFMB, na presença de servidores do HC, médicos, enfermeiras, e de suas filhas, conforme publicado no Facebook do HCFMB. A Cerimônia foi realizada pelo Jornalista Vinícius dos Santos, do Núcleo de Comunicação HCFMB, pois também é Celebrante e Juiz de Paz.

Após a cerimônia, Milton voltou ao seu leito no PSR do HCFMB. Em nota, o Hospital das Clínicas lamentou profundamente a passagem do Sr. Milton.

“O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) informa que o paciente Milton dos Santos, 57, que se casou no Pronto Socorro Referenciado (PSR) do HCFMB na última sexta, infelizmente faleceu. A divulgação de casos como esse não faz parte do nosso padrão, devido às questões éticas e legais que o HCFMB segue com rigor. Mas em respeito ao paciente, sua família, a equipe do HCFMB envolvida, aos veículos de imprensa e a todos que de alguma forma se envolveram nesta ação de pura humanização, o HC se sente na obrigação de trazer esta informação a público. O HC apresenta suas condolências à família”, diz a nota.