Macaco-prego surge em praça na Vila Antártica e dá trabalho para a GCM e Cempas

Um Macaco-prego está movimentando a Vila Antártica nesta terça-feira, 04. Desde as primeiras horas da manhã moradores começaram a relatar a presença do animal na Praça Dom Pedro I, um dos pontos mais movimentados do bairro.

A unidade Ambiental da Guarda Municipal foi chamada e acompanha desde então os deslocamentos do animal em árvores que chegam a 15 metros de altura. Dois profissionais do Cempa da FMVZ/Unesp também estão presentes. Várias tentativas foram feitas de resgatar o animal e até agora nada.

Quando o relógio se aproximava das 11h00, o macaquinho tomou um pote de iogurte com tranquilizante e redes foram colocadas para salvar o animal na possível queda, mas o macaco-prego surpreendeu. Ele segurou firme em um galho e literalmente dormiu no topo de uma árvore por aproximadamente meia hora.

Os galhos são muito frágeis para que Bombeiro ou GCM possam escalar as árvores. Armadilhas foram colocadas nas extremidades da praça com alimentos. Não há informação de como o macaco foi parar no local.

Horas mais tarde uma moradora local tentou dar banana para o animal, que desceu e pegou a fruta. A cada tentativa os profissionais do Cempas e da GCM se aproximavam na tentativa de resgate, mas “Chico”, como foi apelidado, era mais rápido. O detalhe interessante é que ele se aproxima apenas de mulheres para pegar alimento.

Há um cuidado especial e a Praça foi isolada para não causar estresse no animal. Unidades dos Bombeiros foram até o local em duas oportunidades para o apoio, assim como uma viatura da CPFL também esteve presente. No final da tarde os trabalhos tiveram que ser suspensos para não causar mais estresse no animal.