Lobo-guará é encontrado morto em rodovia de Botucatu

 

Uma triste cena foi registrada na manhã desta quarta-feira, dia 02, pelo nosso leitor Cleiton Meronha. Ele transitiva na Rodovia Geraldo Pereira de Barros, SP 191, em Botucatu, quando se deparou com um lobo-guará morto na pista.

O lobo-guará está na lista das espécies em extinção. Pelas características, é provável que o animal tenha sido atropelado. Ele estava em um local próximo da ponte do rio Araquá. A Guarda Municipal foi acionada para retirar o animal do local.

O lobo-guará

O lobo-guará vive em savanas e áreas abertas no centro do Brasil, Paraguai, Argentina e Bolívia, sendo um animal típico do Cerrado. Foi extinto em parte de sua ocorrência ao sul, mas ainda deve ocorrer no Uruguai.

É o maior canídeo da América do Sul, podendo atingir entre 20 e 30 kg de peso e até 90 cm na altura da cernelha. Suas pernas longas e finas e a densa pelagem avermelhada lhe conferem uma aparência inconfundível.

O lobo-guará é um animal crepuscular e onívoro, com importante papel na dispersão de sementes de frutos do cerrado, principalmente a lobeira (Solanum lycocarpum). Solitário, os territórios são divididos entre um casal, que se encontra no período do estroda fêmea.

Apesar de não ser considerado em perigo de extinção pela IUCN, todos os países em que ele ocorre o classificam em algum grau de ameaça, apesar de não se saber a real situação das populações. Estima-se que existam cerca de 23 mil animais na natureza, sendo um animal popular em todos os zoológicos.