Lançada página de consulta sobre bicicletas furtadas e roubadas

 

Foto: SSP

A Secretaria Estadual da Segurança Pública lançou nesta terça-feira (24) uma página para consulta do número de série de bicicletas em seu portal. Com isso, o cidadão pode verificar a procedência das bikes que tem ou que pretende comprar. A medida, criada a partir de resolução assinada pelo secretário Mágino Alves Barbosa Filho em 6 de setembro de 2016, também permite que os proprietários de bicicletas furtadas ou roubadas consigam localizá-las, caso tenham sido apreendidas pelas polícias Civil ou Militar.

“Isso é fruto daquele grupo de trabalho, que criamos há alguns meses, envolvendo ciclistas e autoridades de segurança pública”, comentou o secretário. “Agora, a partir de hoje, estará disponível essa consulta sobre bicicletas furtadas e roubadas [no site da SSP]”, explicou.

Foto Prefeitura: Construção de ciclovia incentivou população e fez aumentar o número de bicicletas em Botucatu

Desde o ano passado, o sistema de Registro Digital de Ocorrências (RDO) já conta com um campo específico para o registro do chassi das bikes. O banco de dados da nova página será alimentado por essas informações, coletadas pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) da SSP.

No site, será necessário digitar o número de série da bicicleta. No equipamento, essa informação fica no quadro próximo ao guidão. Caso haja boletim com esse número, a página dará uma das situações: “impedida”, para bicicletas cadastradas como furtadas, roubadas ou extraviadas; ou “apreendida”, para os casos em que a polícia tenha localizado a bike.

Para que o sistema funcione da melhor maneira possível, é importante que as vítimas de crimes registrem boletins de ocorrências, sempre informando o chassi, assim como já ocorre com os números de identificação de celulares.

Weber Pimentel: Botucatu aumentou significativamente a prática do ciclismo

Weber Pimentel é subcomandante da Guarda Civil Municipal de Botucatu, e é um ativo praticamente do pedal. Ele aprovou a medida e cita detalhes importantes sobre o uso.

“A pesquisa irá mostrar o boletim mais recente em que houve o registro da bicicleta. É importante cada ciclista guardar o número do quadro da bike, pois trata-se de um sistema idêntico ao do celular, onde o proprietário deve ter guardado o imei”, disse.

Nos últimos anos aumentou significativamente o número de pessoas adeptas ao pedal em Botucatu. São milhares de pessoas que utilizam a bicicleta, seja para transporte, lazer ou prática esportiva.

“Nas provas do Brasil Ride, por exemplo, vêm milhares de ciclista e por conta disso em Botucatu aumentou significativamente a prática do ciclismo. Tanto é verdade que as bicicletarias possuem hoje movimento intenso. Temos também ciclovia que incentiva esse esporte, ou seja, estamos ascensão visível nas ruas e trilhas de Botucatu e região”, completa Pimentel.

Veja algumas medidas de segurança que podem ser adotadas pelos ciclistas para a segurança:

Evitar locais ermos e mal iluminados

Utilizar equipamentos de segurança individual que possibilitem sua visualização à distancia

Utilizar travas ao deixar a bicicleta sozinha na rua

Utilizar preferencialmente as ciclofaixas e ciclovias

Evitar passeios noturnos solitários

Guardar o número de série do quadro da bicicleta para eventuais consultas

Ao adquirir uma bicicleta usada, verificar sua procedência

Através desta página, qualquer cidadão poderá realizar consultas sobre a procedência da bicicleta, desde que haja boletim de ocorrência registrado, e obter como resultados:

IMPEDIDA – bicicleta cadastrada como subtraída ou extraviada

APREENDIDA – bicicleta localizada e sob guarda da delegacia.

Para que isso seja possível, é importante que, ao registrar um boletim de ocorrência, o proprietário forneça o número de série do quadro da bicicleta e confira se foi lançado no documento.