Lançada nova edição do livro “Doenças das Aves”

Referência sobre o tema, obra tem docente da FMVZ/Unesp de Botucatu como um dos editores

Segundo dados recentes da Associação Brasileira de Proteína Animal, o Brasil é, desde 2004, o maior exportador mundial de carne frango, fornecendo seu produto para mais de 150 países. Essa posição é mantida com a exportação de cerca de 30% da produção nacional. Os outros 70% da produção são consumidos internamente, atingindo a média de 43kg de carne de frango per capita por ano. É a carne mais consumida no país, com significativa vantagem em relação a outras.

A avicultura brasileira proporciona hoje 3,6 milhões de empregos diretos ou indiretos e, sozinha, responde por aproximadamente 1,5% do Produto Interno Bruto do Brasil. “Um dos pilares do sucesso do setor é a sanidade, ou seja, o trabalho de diagnosticar, monitorar e controlar doenças para garantir maior produtividade e um produto de melhor qualidade para o consumidor”, comenta o professor Raphael Lucio Andreatti Filho, do Departamento de Clínica Veterinária da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp, câmpus de Botucatu.

O professor Andreatti é o primeiro editor da nova edição do livro “Doenças das Aves”, publicado pela Fundação Apinco de Ciência e Tecnologia Avícolas (Facta), obra ímpar sobre saúde aviária, que traz mais de 1300 páginas e 57 capítulos escritos por 103 autores diferentes, entre pesquisadores e profissionais ligados à indústria.

O grande volume de conhecimento técnico-científico que o livro disponibiliza a estudantes, profissionais de campo, produtores e membros da comunidade científica interessados na melhoria da qualidade e produtividade avícolas é resultado de três anos de trabalho intenso dos editores e dos autores e está dividido em 13 seções temáticas: Biosseguridade e qualidade em criações avícolas; Diagnóstico laboratorial; Doenças por sistema; Enfermidades bacterianas; Enfermidades virais; Enfermidades fúngicas; Enfermidades parasitárias; Enfermidades nutricionais; Enfermidades metabólicas; Enfermidades tóxicas; Aspectos da saúde ocupacional relacionados com a avicultura; Agentes de enfermidades de interesse em saúde pública associados a produtos de origem avícola e Enfermidades em outras espécies de aves.

“É uma edição bastante revisada em relação às anteriores, lançadas em 2000 e 2009. O livro acompanha a evolução dos mais recentes conhecimentos e publicações do setor avícola, trazendo informações sobre temas como a relação das doenças aviárias com os agentes infecciosos de importância em saúde pública e com o novo perfil mais crítico dos consumidores, além da qualidade e inocuidade dos produtos avícolas para consumo humano”, relata o professor Andreatti. “Também foram contempladas as estratégias para uso racional de antimicrobianos, probióticos, prebióticos, ácidos orgânicos e outros. Espécies de aves como perus, codornas, aves selvagens e de companhia também ganharam capítulos específicos”.

Além do professor Raphael Andreatti, são editores do livro: Ângelo Berchieri Júnior, da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Unesp, câmpus de Jaboticabal; Edir Nepomuceno da Silva, da Ghenvet Saúde Animal; Alberto Back, do Mercolab; José Di Fábio, do JF Laboratório de Patologia Animal e Marcelo A. Fagnani Zuanaze, da Vaxxinova/ Holanda.

O livro “Doenças das Aves” já está a venda em versão impressa no site da Facta (http://facta.org.br/) e em breve estará disponível também em e-book.