Justiça nega pedido para que Negrisoli volte à presidência do Sincomerciários

 

Diretoria do Sindicato: Luiz Gustavo Branco (advogado) Marcos Oyan (Secretário) e Sérgio Ortiz (Presidente)

O ex-presidente do Sindicato dos Empregados do Comércio de Botucatu, Carlos Negrisoli, teve pedido negado pela Justiça para voltar ao cargo de Presidente do Sincomerciários de Botucatu. Negrisolli foi destituído da posição em abril de 2016 após denúncias de que estaria exercendo a função de modo irregular.

No dia 09 de maio, uma assembleia referendou a permanência da diretoria que assumiu após o conflito, tendo na oportunidade Marcos Oyan como Presidente interino. Meses mais tarde assumiu o cargo o atual presidente. Sérgio Ortiz.

Na tarde desta sexta-feira, dia 13, a diretoria do Sindicato se pronunciou sobre a sentença. Estavam reunidos na sede o presidente Sérgio Ortiz, o Secretário Marcos Oyan e o advogado Luiz Gustavo Branco.

Carlos Negrisoli irá recorrer ao TRT de Campinas

“A diretoria deliberou pela exclusão do Carlos Negrisoli nos termos do estatuto, pois juridicamente ele não se enquadrava como funcionário. Ele disse que ia buscar voltar pelas mãos da justiça e perdeu. Hoje temos um Sindicato que se relaciona, exemplo são os acordos fechados com o Sincomerciários que estavam travados há mais de um ano. Funcionário não pode esperar. O Sindicato é maior do que qualquer pessoa”. Disse Sérgio Ortiz.

Desde sua destituição, Negrisoli afirmou que iria levar o caso para a instâncias judiciais. “Com muito respeito, mas discordamos da sentença e iremos recorrer no Tribunal Regional do Trabalho (15ª TRT) em Campinas para reformar a sentença de primeiro grau. Assim que for publicada a sentença daremos sequência na defesa”, explicou Leandro Fadel, advogado que defende o ex-presidente do Sincomerciários.