Juiz de Botucatu que atua no Conselho Nacional de Justiça, em Brasília, visita a cidade e diz que vai voltar

Geral
Juiz de Botucatu que atua no Conselho Nacional de Justiça, em Brasília, visita a cidade e diz que vai voltar 10 fevereiro 2017

O Juiz Bruno Ronchetti de Castro, que atuou como titular do Juizado Especial Cívil de Botucatu no ano de 2014, esteve na cidade na tarde desta sexta-feira, dia 10, e fez uma visita aos colegas magistrados de Botucatu e aos servidores do judiciário.

Indicado pelos 11 Ministros do Supremo Tribunal Federal e com aprovação do Senado Federal, Dr. Bruno teve a nomeação sancionada pela Presidente da República para atuar na Comissão Nacional de Justiça em 2014.

“Não sou nascido em Botucatu, mas sou titular daqui. Parte da minha família mora aqui e passei minha adolescência na cidade. Vim para cá porque queria morar aqui, exercer a judicatura em Botucatu. Quando vim, fiquei seis meses e fui convidado para ser juiz auxiliar do Ministro Lewandowski, na presidência do CNJ em Brasilia. Foi uma passagem rápida por Botucatu, mas espero retornar e continuar minha carreira aqui”, disse Dr. Bruno ao Acontece Botucatu, que acompanhou a visita.

“Foi uma grande experiência durante esse tempo que tenho estado em Brasília. Você acaba conhecendo o poder Judiciário como um todo, principalmente com os problemas que existem. Interessante é que consegui perceber que a Justiça de São Paulo está muito à frente, comparado ao resto do Brasil. Um destaque para Botucatu, que se sobressai, graças ao corpo de Magistrados e os servidores que atuam nesta comarca, pela qualidade do serviço prestado à comunidade, com um prédio novo e sem ouvir falar de problemas aqui”, destacou o magistrado.

Ronchetti foi responsável por dois movimentos importantes para o judiciário nacional, quanto às políticas de estruturação. Uma deles foi o movimento de combate ao encarceramento. Foi a partir do CNJ que se instituíram as audiências de custódia. “Eu tive o privilégio como supervisor do departamento que cuida disso, de ser o relator da resolução 213/2015, que instituiu essa política no judiciário nacional”, lembrou Ronchetti.

Outro projeto com ampla participação do juiz de Botucatu foi a priorização do primeiro grau, dando mais condições aos juízes de da instancia de entrada de todo o país, para realizar as tarefas com mais estrutura. “Nós queremos priorizar o primeiro grau, que é onde o cidadão tem contato com o judiciário, que é onde a demanda entra, então, é uma política que vai dar mais estrutura para todas as justiças, eleitoral, federal, estadual, militar, entre outras”, finalizou.

O magistrado passou à tarde com os colegas de Fórum e deve permanecer durante o fim de semana na cidade, retornando em seguida a Brasília, onde deve ficar no cargo até outubro, quando vence o mandato do Ministro Ricardo Lewandowski e ele estará disponível novamente para a comarca de Botucatu.

Principais Atividades Exercidas

Juiz auxiliar da Presidência do Supremo Tribunal Federal (recesso do mês de janeiro do ano de 2015);

Secretário-Geral Adjunto do Conselho Nacional de Justiça (Portaria 187/2014);

Juiz Auxiliar da Presidência do Conselho Nacional de Justiça (Portaria 159/2014);

Secretário-Geral interino do Conselho Nacional de Justiça (19 a 22 de janeiro de 2015; 4, 7 e 8 de maio de 2015; 10 a 12 e 18 a 20 de junho de 2015);
Coordenador do Programa Nacional de Gestão Documental e Memória do Poder Judiciário – PRONAME (Portaria 25/2015);

Coordenador de Projeto e Grupo de Trabalho sobre Justiça Restaurativa;

Presidente da Sétima Turma Cível do Colégio Recursal Central da Comarca da Capital (2009 a 2011);

Membro da Segunda Turma Criminal do Colégio Recursal Central da Comarca da Capital (2009 a 2010);

Professor monitor de Cursos de Iniciação Funcional e Vitaliciamento de Juízes aprovados em Concursos de Ingressos na Magistratura (Escola Paulista da Magistratura);

Advogado com atuação nas áreas Cível e Tributária (2002 a 2006);

Assistente do Professor Titular de Direito Civil IV, no curso de graduação da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo (2002).

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO