Jovens da Fundação CASA de Botucatu participam de atividades do Agita Galera 

 “Quarentena sim, sedentarismo não!” é o lema da semana de atividades físicas que adolescentes internados participam em São Paulo 

Sessenta minutos diários, consecutivos ou acumulados, para mexer o corpo e trazer qualidade de vida. Com essa proposta e mesmo em tempo de pandemia e isolamento social, adolescentes que cumprem medida socioeducativa no centro da Fundação CASA de Botucatu participaram na última quarta e quinta-feira (02 e 03/09) das atividades do Agita Galera.

O Agita Galera é um programa da Secretaria de Estado da Educação em parceria com o Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul (CELAFISCS) que acontece há mais de 15 anos. Sob o lema “Quarentena sim, sedentarismo não!”, desde ao menos a última segunda-feira (31/08), profissionais de Educação Física da Instituição realizam atividades diferenciadas com os e as adolescentes.

A iniciativa propõe a prática de atividades físicas como forma de garantir a qualidade de vida. O objetivo do programa é sensibilizar a comunidade escolar sobre a importância da adoção de um estilo de vida mais ativo e saudável, utilizando atividades corporais e motoras que promovam e mantenham a saúde.

Com os cuidados para evitar a transmissão do novo coronavírus, as atividades podem variar desde exercícios individuais para condicionamento físico a circuitos esportivos e gincanas. Funcionários também são convidados a participar.

“A atividade física é um ótimo meio de promoção da saúde e integração”, avalia o gerente de Educação Física e Esporte da Fundação CASA, Carlos Alberto Robles. A Gerência de Educação Física e Esporte (Gefesp) é responsável na Instituição pela organização geral, contando com o apoio das equipes das oito divisões regionais da Fundação em todo o Estado para operacionalizar internamente o Agita.