Instituto Flora Vida ministra curso de construção de estufas de bambu no SARAD

O Instituto Floravida ofereceu durante os dias 23 e 24 de outubro o 1º Curso de Construção de Estufas com Bambu, em uma parceria com o Conselho do Idoso e Prefeitura Municipal de Botucatu. As aulas forma ministradas no espaço do SARAD – Serviço de Atenção e Referência em Álcool e Drogas, que pertence ao Hospital das Clínicas de Botucatu – UNESP.

A ação foi realizada através do Projeto Jequitibá e o curso ministrado pelo facilitador Carlos Alan Lira Cunha, que há 14 anos ministra cursos e oficinas em bambu direcionados a profissionais de diversas áreas, como arquitetos, agricultores, professores, paisagistas, entre outros interessados.

O intuito principal foi a implementação de uma estufa de mudas medicinais no local, construído coletivamente durante o curso, as quais serão utilizadas pela própria Instituição através de fitopreparados, além da utilização como atividade terapêutica, através do cultivo das plantas pelos próprios pacientes, principalmente idosos. Futuramente a estufa abrangerá também a população do Jardim Aeroporto, encaminhando as mudas produzidas para Unidade de Saúde da Família do bairro.

Foram dois dias de compartilhamento sobre técnicas de construção com bambu e saberes sobre plantas medicinais, em meio a rodas de conversa e práticas coletivas de construção. Ao todo, o curso contou com 30 participantes, entre idosos atendidos pelo Projeto Jequitibá e demais interessados que realizaram a inscrição gratuita, aberta para toda comunidade.

Em novembro haverá uma segunda edição do curso, o qual será realizado no espaço da Unidade Básica de Saúde do Jardim Iolanda, também com o objetivo de implantar uma estufa no local. Em breve serão divulgadas mais informações nas redes sociais do Projeto.

Projeto Jequitibá

Realizado pelo Instituto Floravida há 3 anos, o Projeto trabalha atualmente a educação ambiental de forma contínua com idosas e idosos do município de Botucatu, atuando em diversas Instituições de atendimento à terceira idade, como Aconchego, Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) Leste e Unidade Básica de Saúde do Jardim Iolanda.

Partindo de temas como o cultivo e uso de plantas medicinais e alimentícias, são realizados encontros semanais que estimulam a troca de saberes, a coordenação motora, a criatividade, a memória e a socialização, através de atividades como plantio de espécies medicinais, oficinas de fitopreparados, oficinas de culinária, pintura, escrita, artesanato e caminhadas.

Os encontros têm revelado a importância de envolver o público idoso em atividades que valorizem e ampliem os seus conhecimentos e histórias de vida, exercitando ativamente a cidadania, a convivência, o cuidado com o meio ambiente e o bem estar.