Hospital Veterinário da FMVZ/Unesp voltará com atendimento no dia 27

O Hospital Veterinário (HV) da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp, câmpus de Botucatu, anunciou nesta terça-feira, 14, a data de retorno de suas atividades.

Os trabalhos dos Hospital Veterinário, incluindo o atendimento clínico, devem ser retomadas, gradualmente, a partir do dia 27 de julho.

No entanto, segundo a orientação da Coordenadoria de Saúde e Segurança do Trabalhador e do Comitê Unesp Covid-19, algumas diretrizes terão que ser respeitadas pela equipe do Hospital Veterinário e pelos tutores dos animais, sob o risco de novo fechamento.

As diretrizes são:
1. Só serão atendidos casos emergenciais;

2. Os casos obrigatoriamente terão que ser agendados por contato telefônico prévio pelo número (14) 3880-2600. Os agendamentos começarão a ser feitos a partir do dia 23 de julho.

3. Não serão realizados atendimentos de qualquer espécie, sem o prévio agendamento;

4. Os atendimentos serão realizados diariamente, inclusive aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 12h e das 14 às 18h. Fora desses horários, o Hospital Veterinário estará fechado e não haverá nenhum tipo de atendimento.

5. Só poderão adentrar o HV os casos agendados, com um único tutor, portando máscara facial e utilização de antissépticos e este não poderá circular livremente pelas dependências;

6. Pessoas com quaisquer sintomas possíveis de COVID-19 não poderão adentrar o HV. Caso isto seja verificado na chegada ao HV não será permitida a entrada para atendimento;

7. O distanciamento físico entre as pessoas terá que ser respeitado.

8. A equipe de profissionais será dividida em grupos, que não se encontrarão, para evitar possíveis contágios;

As medidas apresentadas no presente comunicado podem ser revistas em qualquer tempo. O Comitê Unesp Covid-19 monitora a evolução da pandemia e atua com base em evidências científicas e nas determinações das autoridades sanitárias.

“Contamos com a compreensão e a colaboração de todos os usuários do HV para que possamos, mesmo diante das condições de exceção, voltar a atender o público e a auxiliar na formação de médicos veterinários com a qualidade que sempre caracterizou os serviços”, diz em nota.