Hospital das Clínicas de Botucatu é o terceiro maior em número de atendimentos no estado

HC de Botucatu foi o 1º entre os hospitais universitários do Estado em relação ao número de internações por leito

Foram quase 4 milhões de procedimentos em 2019

Entre janeiro e dezembro de 2019, o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) foi o primeiro colocado entre os hospitais universitários do Estado de São Paulo em relação ao número de internações por leito, com a menor taxa média de dias de internação. A unidade também foi a terceira em quantidade de procedimentos ambulatoriais em um ranking que inclui 199 hospitais próprios, administrados pelo Estado ou pelos municípios.

Os dados fazem parte de levantamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) e integram a base de dados do ‘Painel da Saúde’ – ferramenta que trata da assistência hospitalar pública prestada à população paulista. O trabalho não inclui as Santas Casas e demais entidades filantrópicas, sem fins lucrativos.

Segundo a Diretora de Assistência do HCFMB, Dra. Erika Ortolan, os números divulgados são motivo de muito orgulho. “Esta colocação é resultado de um trabalho de todas as equipes do HC, tanto da assistência quanto da parte administrativa. No nosso hospital, todos trabalham diariamente pela melhoria da assistência ao paciente, que é o nosso maior objetivo. Nenhuma ação isolada traz melhor resultados do que o trabalho em grupo”, diz.

Dra. Erika Ortolan: No nosso hospital, todos trabalham diariamente pela melhoria da assistência ao paciente.

Com atualização semestral, os dados permitem ao interessado conhecer o desempenho hospitalar e ambulatorial de cada unidade, bem como os recursos utilizados que incluem disponibilidade de leitos, equipamentos, recursos humanos e, no caso de hospitais estaduais, recursos financeiros. A interface com os dados e informações pode ser acessada pela internet através do link http://www.tce.sp.gov.br/paineldasaude.

DADOS

No ano passado, o HCFMB realizou um total de 3.938.316 procedimentos ambulatoriais, entre consultas, tratamentos, terapias, cirurgias, exames e atendimentos. O número  é muito próximo da produção do Hospital das Clínicas da Unicamp, com 4.026.411. O ranking é liderado pelo Hospital das Clínicas da USP – o maior da América Latina -, com 8,9 milhões de procedimentos.

Em 2019, o HC de Botucatu contabilizou 28.077 internações, gerando uma taxa de 58,37 internações por leito, a maior entre todos os hospitais universitários do Estado (58,37), a frente de unidades de centros maiores como São Paulo (35,4), São José do Rio Preto (44,09), Ribeirão Preto (49,71), Campinas (47,99) e Marília (41,9).

O estudo revela ainda que o HCFMB registrou a menor média de dias de internação (5), acompanhada de uma das menores taxas de mortalidade (4,8), bem abaixo da média de todos os hospitais gerais de grande porte do Estado (5,3).

Para o superintendente do HCFMB, Dr. André Balbi, a preocupação permanente com o aprimoramento da assistência oferecida aos pacientes se reflete nos números. “Essa evolução é resultado de muito trabalho, que inclui organização, planejamento, avaliações constantes e investimentos. A competência e o comprometimento de nossas equipes ajudaram a transformar a realidade do hospital nos últimos anos. Quem ganha com isso são nossos pacientes”.

Balbi frisa que a ampliação do atendimento e a melhoria do nível de assistência acontece de maneira sustentada. “Esse é um dado que merece ser destacado. Não se trata de um efeito isolado. O HC de Botucatu tem crescido de forma estável nos últimos anos e se consolida como um dos maiores hospitais em atendimento de todo o estado. Isso é motivo de orgulho para todos nós”.

O HCFMB

Vinculado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo para fins administrativos e associado à Faculdade de Medicina de Botucatu – UNESP para fins de ensino, pesquisa e extensão, o HCFMB é um hospital de grande porte que conta com 500 leitos e 1.240 médicos prestando atendimento terciário e quaternário para os 68 municípios que compõem a DRS-VI, que abrange 2 milhões de habitantes.

 

Assessoria de Imprensa – Núcleo de Comunicação, Imprensa e Marketing