Hortas comunitárias ganham novas placas de identificação

As 14 hortas comunitárias espalhadas pela Cidade que a Prefeitura de Botucatu mantem por meio da Secretaria Municipal do Verde, estão ganhando novas placas de identificação. Além das hortas, a Secretaria irá identificar os jardins comestíveis, as hortas de cerca, os pomares urbanos, além de outros projetos de agricultura urbana desenvolvidos em Botucatu.

As placas têm como objetivo orientar a população sobre o espaço em que são cultivadas hortaliças sem uso de agrotóxicos e com preço acessível. Além de saudáveis, os produtos incentivam a agricultura familiar.

“Nossa intenção, com as novas placas é dar visibilidade aos projetos de agricultura urbana. Muitas vezes as pessoas não têm ideia que no seu bairro tem uma horta, oferecendo produtos frescos e orgânicos, com preço muito acessível. As placas chamarão a atenção e ajudarão esses pequenos produtores a conquistarem mais clientes”, explica Márcio Piedade Vieira, Secretário do Verde.

Confira o endereço das 14 hortas urbanas comunitárias:

Asilo – Rua Visconde do Rio Branco, s/n

Ceagesp – Rua Miguel Cioffi, 231 – Vila dos Médicos

Cohab I – Avenida Jaime de Almeida Pinto, s/n

Cohab IV – Rua Gentil de Castro, 55

Comerciários – Rua Manoel Delver Fernandes, 1.700

Convívio – Rua das Camélias, 40

Itamarati – Rua Josias Pires do Amaral, s/n

Jardim Ciranda – Rua Sebastião Gonçalves da Cunha

Marajoara – Adegar de Alencar Saboia, 576

Monte Mor – Avenida Claudio Ferreira Cesário, s/n

Rubião Júnior – Rua Vicente Pimentel, s/n e Rua Caetano Vidotto

Vila Ema – Rua Alfredo Franklin de Mattos, 10

24 de maio – Rua final da 7, s/n

A intenção do Poder Público é dobrar a quantidade de hortas nos próximos anos. Qualquer pessoa interessada pode cuidar de uma horta comunitária. Para isso é necessário entrar em contato com a Secretaria do Verde e solicitar a implantação. O pedido será avaliado e destinado ao bairro que apresente a demanda.

Projetos da agricultura urbana

Além das hortas, a Secretaria do Verde mantem outros projetos de agricultura urbana, como os Jardins Comestíveis, que são espaços da Prefeitura onde moradores também podem fazer hortas. A diferença deste projeto com o das Hortas Comunitárias é que no primeiro o responsável recebe as mudas e o adubo, porém deve pagar a conta de água.

 

Também existem na Cidade os Pomares Urbanos, projetos em que a Secretaria do Verde planta árvores frutíferas em terrenos da Prefeitura e que são cultivadas pelos moradores do entorno.

Interessados em ter um projeto de agricultura urbana próximo a suas casas, devem entrar em contato com a Secretaria do Verde, por meio da Secretaria Adjunta de Agricultura.

Informações:

Secretaria Adjunta de Agricultura

Rua Miguel Cioffi, 325

Telefone: (14) 3882-9959