Homem alega que seu cachorro morreu enforcado após tentar fugir de fogos de artifício em Botucatu

O Acontece Botucatu foi procurado nesta segunda-feira, dia 15, pelo leitor Edi Pontes. Ele compartilhou uma triste perda, a de seu cachorro.

Segundo o leitor, seu animal de estimação, um dócil Pitbull, morreu enforcado neste domingo, 14, após tentar fugir dos barulhos e estampidos de fogos de artifício na Vila Maria. Segundo suas informações, o animal tentou saltar a cerca que dividia a varanda.

Pontes relata que saiu de sua residência por um determinado período e a hora que voltou encontrou seu cachorro enforcado. O animal estava solto no quintal, mas com a coleira. Ele disse que não tinha como prever que haveria queima de fogos.

“Peço a compreensão das autoridades Botucatuense, que promulguem uma lei orgânica do município proibindo o uso de fogos de artificio de qualquer natureza, pois neste domingo aniversário da cidade de Botucatu eu perdi meu FILHO, AMIGO e COMPANHEIRO FIEL”, disse ele.

Ainda não foi registrado um boletim de ocorrência, mas o Canil Municipal foi chamado para o local, de acordo com a informações passadas. Segundo Pontes, seu cachorro ficava solto no quintal de sua residência.

“Venho aqui solicitar, pedir e implorar que não aconteça com outros animais de estimação o mesmo que aconteceu com o meu, e até mesmo com crianças, idosos e deficientes que ficam incomodados com o barulho muitas vezes ensurdecedor”, colocou Pontes.