Governo de SP suspende eventos religiosos e anuncia outras restrições no comércio

Medidas mais duras foram anunciadas por Doria

O Governador de SP, João Doria, anunciou nesta quinta-feira, 11, medidas mais restritivas em todo estado. Chamada de fase de emergência, o período terá duração de 15 dias, começando na segunda-feira, dia 15, permanecendo até o dia 30.

Ficam suspensas as atividades religiosas e campeonatos esportivos. As escolas públicas estaduais terão os recessos de julho e outubro antecipados para a próxima segunda-feira (15) para evitar a transmissão comunitária entre jovens e crianças.

O toque de recolher foi ampliado e fica valendo entre 20h e 5h. No entanto, o governo estadual não esclareceu o que muda com a alteração do “toque de restrição” para o “toque de recolher”.

Quando foi anunciado o chamado “toque de restrição”, o governo anunciou a criação de uma força-tarefa para ampliar a fiscalização dos estabelecimentos, mas a Polícia Militar não foi incumbida de proibir a circulação de pessoas no horário restrito.

Alguns serviços que estavam na lista dos considerados essenciais, como lojas de materiais de construção, foram excluídos e deverão permanecer fechados.

Foi ainda determinado o teletrabalho obrigatório para atividades administrativas não essenciais, e vetada a retirada presencial de mercadorias em lojas ou restaurantes. Apenas serviços de delivery poderão operar.

Escolas

Na educação, o governo recomendou que a prioridade seja para o ensino remoto, mas permitiu que a rede particular opere com 35% da capacidade. Já na rede pública, as unidades ficarão abertas apenas para oferta de merenda.

A educação e as e atividades religiosas tinham sido incluídas por meio de decretos estaduais na lista de serviços essenciais. Entretanto, com o avanço da pandemia no estado e o risco de colapso do sistema de saúde, o governo recuou e vetou a liberação de funcionamento.

O que muda?

-Atividades religiosas como missas e cultos não poderão mais ocorrer presencialmente

-Campeonatos esportivos, como jogos de futebol, ficam suspensos

-Escolas da rede estadual ficarão abertas apenas para oferta de merenda. Rede privada poderá atender alunos de pais que precisam trabalhar fora, com limite de 35% da capacidade

-Lojas de material de construção não poderão abrir

-Teletrabalho obrigatório para atividades administrativas não essenciais

-Estabelecimentos não poderão operar com serviço de retirada presencial, apenas delivery

Com informações do G1 e CNN Brasil