Governo de SP deve colocar estado na fase vermelha aos finais de semana

A gestão João Doria (PSDB) deve anunciar nesta sexta-feira (22) regras mais restritivas de isolamento social, e determinar que todo o estado fique na fase vermelha do plano de flexibilização econômica aos finais de semana e feriados. Nos dias úteis, a fase vermelha valerá a partir de 20h.

Nela, apenas serviços essenciais como padarias, mercados e farmácias, podem operar. Bares, restaurantes e comércio não poderão funcionar.

Seis novas regiões devem regredir à fase vermelha, na qual atualmente está apenas Marília. A capital paulista e a Grande São Paulo também sofrerão alterações e ficarão na fase laranja, que não permite o funcionamento dos bares.

Desde o início do ano, o governo paulista tem feito reclassificações semanais. No final de 2020, a gestão estadual chegou a colocar o estado na fase vermelha durante as festas de final de ano para tentar evitar aglomerações e, consequentemente, os riscos de contaminação.

Serviços essenciais que podem funcionar na Fase Vermelha

Farmácias

Mercados

Padarias

Açougues

Postos de combustíveis

Lavanderias

Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô

Transportadoras, oficinas de veículos

Atividades religiosas

Hotéis, pousadas e outros serviços de hotelaria.

Bancos

Pet shops