Governo de SP confirma toque de recolher no estado a partir de sexta-feira, 26

Medida vale para todo estado, segundo anúncio

Foto: Acontece Botucatu/M&M Imagens

O Governo do Estado irá instituir toque de recolher em todo o estado, a partir de sexta-feira, dia 26. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, dia 24, durante coletiva do Governador João Doria em São Paulo.

O toque de recolher funcionará entre 23h e 5h durante toda a semana. A medida vai durar até o dia 14 de março em todo estado.

“Dado ao fato de que chegamos ao recorde de internados com Covid-19 no sistema hospitalar de São Paulo, o governo de São Paulo, atendendo expressa recomendação do centro de contingência, decreta restrição de circulação de pessoas das 23h às 5h em todo o estado, de 26 de fevereiro a 14 de março”, disse o governador João Doria em coletiva de imprensa nesta quarta (24).

Secretários de Saúde de municípios do estado temem que a medida se torne inócua em cidades muito populosas, como é o caso da região metropolitana de São Paulo. O estado enfrenta uma escalada no número de casos e de internações por Covid-19, de acordo com o governo estadual.

Com o decreto, bares, restaurantes e comércio serão fechados a partir do horário estabelecido pelo governo paulista. Apenas serviços essenciais funcionarão, de acordo com o que foi divulgado.

Além da restrição de mobilidade, a gestão de João Doria antecipou a reclassificação do Plano São Paulo e regrediu a região de Marília para a fase vermelha da quarentena, na qual já estavam Barretos, Presidente Prudente, Bauru e Araraquara.

Não é a primeira vez que o governo tenta limitar a circulação de pessoas durante a noite como estratégia para conter a contaminação pelo coronavírus.

Embora sustente que a medida seja eficaz para coibir aglomerações em bares, restaurantes e festas clandestinas, têm pouco efeito prático para as cidades que estão em fases mais permissivas do plano, como a amarela.

Contradições

O anúncio de medidas mais duras ocorre menos de uma semana após o governo divulgar uma revisão na regra de venda de bebidas alcoólicas na fase amarela do plano.

Antes, mesmo com autorização para funcionar até 22h, os restaurantes tinham que interromper a venda e consumo interno de bebidas até 20h. Lojas de conveniência também só estavam autorizadas a vender bebidas alcoólicas até as 20h.

Com a mudança, o horário para os dois setores foi estendido até 22h. Bares continuam só podendo funcionar até 20h na fase amarela.

As regras para as fases laranja e vermelha continuaram as mesma, com obrigatoriedade de fechamento de todos os setores não essenciais até 20h, incluindo a venda de bebidas.

 

Com informações do G1