Governo de SP adia relaxamento em regras da quarentena no estado

 

Após dias de instabilidade no sistema do Ministério da Saúde que compila os dados sobre o avanço da pandemia de coronavírus, o governo de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (16/11) que vai adiar por duas semanas a reclassificação do Plano São Paulo. Esse plano dá cores para as regiões do Estado e define a rigidez da quarentena em cada cidade baseado nos números de casos e internações.

Segundo o governador João Doria (PSDB), com os dados disponíveis hoje, cerca de 90% da população do estado estaria na fase verde do plano, a menos rígida.

“A falta de informações da semana passada afetou a normalização dos dados em todo Brasil e em São Paulo”, disse Doria no início da tarde desta segunda (16/11) no Palácio dos Bandeirantes. “Por essa razão, estamos adiando atualização do Plano São Paulo para 30 de novembro”, completou.

Na mesma coletiva, o secretário estadual de Saúde paulista, Jean Gorinchteyn, disse que, apesar de a média de novos casos seguir estável, o estado registra aumento no número de internações. “Por precaução, governo optou por não realizar reclassificação do Plano São Paulo. Essa medida visa transparência e segurança da população”, disse.

“E se tivermos crescimento de números, medidas mais austeras terão tomadas”, completou, dizendo que regiões podem voltar à fase vermelha do plano, que exige mais medidas de isolamento social.

Fonte: Portal Metrópoles