Golpe no WhatsApp para consulta ao PIS afeta 116 mil pessoas em 24 horas

Mais um golpe atingiu os usuários do WhatsApp. Se aproveitando do início do pagamento dos recursos do PIS-Pasep, iniciado na última segunda-feira (18) em todo o país, hackers estão distribuindo links maliciosos que ofereceriam a possibilidade de verificar o saldo a ser recebido. Cerca de 116 mil pessoas foram atingidas apenas nas últimas 24 horas, de acordo com informações do dfndr lab, do PSafe.

Além de mensagens no WhatsApp, a ameaça continua ganhando escala através de notificações enviadas para uma base de usuários que já caíram em golpes anteriores. Segundo o laboratório de cibersegurança, mais de 100 mil pessoas fazem parte da base que permitiu o envio do conteúdo malicioso.

A forma de disseminação é semelhante a outros golpes ocorridos em 2018. Ao clicar no link nas notificações, os usuários são direcionados para uma página com um texto que, supostamente, seria da Caixa Econômica Federal, indicando a liberação do benefício. “PIS salarial pra quem trabalhou entre 2005 à 2018 no valor de R$ 1.223,20”, diz a página do golpe.

Após algumas perguntas pessoais, como “Você trabalhou com carteira assinada entre 2005 a 2018?” ou “Você está registrado atualmente?”, a fraude incentiva o usuário a compartilhar com 30 amigos ou grupos do WhatsApp para, finalmente, finalizar o processo e realizar o saque do valor.

Com informações da Techtudo