FMVZ/Unesp vai sediar Campeonato Cordeiro Paulista 2020

No dia 01 de julho, aconteceu o lançamento oficial da parceria entre Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da Unesp e a Associação Paulista de Criadores de Ovinos (Aspaco) para a realização da edição 2020 do Campeonato Cordeiro Paulista (CCP) no câmpus da Unesp, em Botucatu.

O CCP tem como objetivo conhecer a performance das diferentes raças de ovinos no desempenho de engorda em confinamento ena avaliação posterior de suas carcaças, além de promover o consumo de carne de cordeiro e demais aspectos da cadeia produtiva. O torneioé uma referência no estímulo aos produtores comerciais de ovinos.

Após sua primeira edição, realizada em Botucatu, o CCP passou a ser realizado em Araçatuba, nas instalações da Faculdade de Medicina Veterinária da Unesp. A decisão de realizar o evento novamente em Botucatu se deveu, principalmente, a questões logísticas. “Agradecemos muito o apoio da Unesp em Araçatuba nesses anos de parceria. No entanto, sentimos a necessidade de centralizar mais esse evento”, explica o zootecnista Francisco Manoel Fernandes, presidente da Aspaco. “A maioria dos produtores que participam do Campeonato está situada num raio de 150km de Botucatu, por isso acreditamos que devemos ter um número maior de participantes, o que também agradou aos patrocinadores. Além disso, estaremos mais próximos da sede da Aspaco e do frigorífico Dom Pig, parceiro do CCP, que ficam no município de São Manuel”.

Além da facilidade logística, Fernandes lembra que, atualmente, todo o corpo técnico da Aspaco é formado por egressos da FMVZ/Unesp e ressalta que o câmpus de Botucatu tem uma estrutura satisfatória para alojamento dos animais durante o evento. Na última edição do CCP, 140 animais participaram. “Convidamos os produtores, que trazem um lote composto por cordeiros machos, sem ser castrados, nascidos no mês de julho.Os animais ficam no mesmo ambiente, recebendo a mesma alimentação e são abatidos em menos de 60 dias. Então, a partir das avaliações de especialistas são divulgadosos campeões na etapa ganho de peso e na etapa avaliação de carcaças”.

Mais até do que a premiação, o campeonato é importante para a ovinocultura brasileira como um todo, pelas informações que ele gera. “São informações que quem cria ou pretende criar cordeiros precisa ter. Ao longo dos anos, por exemplo, os resultados têm mostrado a importância da utilização de reprodutores melhoradores e de um manejo adequado na propriedade. É um evento que fortalece a cadeia produtiva como um todo e gera dados que são utilizados em pesquisas, trabalhos de iniciação científica e pós graduação da Unesp e de várias outras universidades pelo Brasil”, conta Fernandes. “É o único evento nas Américas feito nesses moldes”.

Segundo o dirigente da Aspaco, o evento tem condições de acontecer este ano, mesmo com o prosseguimento da pandemia, uma vez que sua realização não necessita aglomeração de pessoas. Se o panorama melhorar, os organizadores pensam até na possibilidade de, ao final do CCP, promoverem um seminário com temas relevantes para a área, contando coma participação dos produtores e de pesquisadores.

Independentemente da forma de realização do CCP 2020, a parceria com a Aspaco foi celebrada pelo professor Celso Antonio Rodrigues, diretor da FMVZ Unesp. “Trazendo o Campeonato para a FMVZ poderemos ter a participação de nossos departamentos, proporcionando uma aproximação de nossos alunos ede nosso corpo técnico com cadeia produtiva da ovinocultura. É uma ótima oportunidade para fazermos extensão rural com inovação, ou seja, de exercermos nossa função de polo difusor de tecnologia”. O professor Cezinande de Meira, vice-diretor da FMVZ, complementou: “Várias áreas da nossa Faculdade podem se envolver nesse projeto. Todos os colaboradores ganham com essa aproximação, especialmente os produtores rurais que poderão usufruir das informações importantes que o evento vai gerar”.