Fernando Cury toma posse como deputado após reeleição em 2018

Imagem Alesp

Os 94 deputados eleitos para atuar no Legislativo paulista pelos próximos quatro anos tomaram posse na tarde desta sexta-feira (15/3), no Plenário Juscelino Kubitschek. A solenidade marca o início da 19ª Legislatura (2019-2023) e foi presidida pelo deputado Cauê Macris (PSDB). Autoridades dos três Poderes, convidados e populares lotaram o Palácio 9 e Julho para a sessão, iniciada às 15h.

Foram reconduzidos ao cargo 42 parlamentares, outros 48 assumiram as vagas pela primeira vez e quatro, que tiveram mandato em anos anteriores, retornaram a Casa.

A mesa foi formada pelo governador João Doria, o presidente da Alesp, deputado Cauê Macris (PSDB), o primeiro secretário da Casa, deputado Luiz Fernando Teixeira (PT), o segundo secretário da Casa, deputado Estevam Galvão (DEM), além do vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado, Artur Marques.

A Alesp é o único parlamento estadual do Brasil a iniciar os trabalhos em março. Nos demais, a posse ocorre no dia 1° de fevereiro. A data foi fixada pela Constituição Estadual a partir de 1971 e, à época, coincidia com a posse dos governadores.

Entre os deputados que terão uma sequência no trabalho está Fernando Cury do PPS. O parlamentar de Botucatu recebeu 98 mil, atingindo a marca de 0.5% de todos os votos válidos do Estado. A votação de 2018 superou em muito os números da eleição de 2014 quando Cury se elegeu já na primeira vez em que encarou a disputa levando a sigla do PPS, com 85.925 na oportunidade.

De acordo com informações apresentadas pela Justiça Eleitoral, o botucatuense saiu da cidade com praticamente a mesma votação obtida na primeira eleição, pouco menos de 39 mil votos, número que o impulsionou na disputa. Diferente da primeira eleição, Fernando ampliou em muito sua votação fora das divisas municipais, atingindo aproximadamente 60 mil votos em todo o Estado.

Essa é a primeira vez na história que Botucatu tem um deputado reeleito pelo município. Outros políticos exerceram o cargo mais de uma vez, mas em nenhuma oportunidade foram reeleitos de maneira direta. Os quase 100 mil votos obtidos por Fernando Cury o colocaram como 26º deputado estadual mais votado do Estado.

Mesa da Câmara (notícia Alesp)

Após tomarem posse para a 19ª Legislatura os deputados estaduais escolheram a nova Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de São Paulo para o biênio 2019-2021. O deputado Cauê Macris (PSDB) foi eleito presidente da Alesp com 70 votos. A deputada Janaina Paschoal (PSL) teve 16 votos, o deputado Daniel José(Novo) e a deputada Mônica Seixas da Bancada Ativista (PSOL) tiveram 4 votos cada.

“A disputa eleitoral termina aqui neste momento. A ideia é que consigamos fazer o bom debate, independente das posições ideológicas e no final achar um meio termo positivo daquilo que é bom para o povo de São Paulo. Essa é nossa expectativa por parte da nova Legislatura que se inicia no dia de hoje”, afirmou Macris.

Para a primeira secretaria da Casa, foi eleito o deputado Enio Tatto (PT). “Estou assumindo o 5º mandato e quero agradecer a todos os meus eleitores, à minha família, à minha bancada. A expectativa é que tenhamos um parlamento mais oxigenado e a gente consiga cumprir uma das nossas principais atribuições que é a fiscalização do Poder Executivo”.

Assumirá a segunda secretaria o deputado Milton Leite Filho (DEM).

Mesa diretora biênio 2019-2021

Presidente – Cauê Macris (PSDB)

1º secretário – Enio Tatto (PT)

2º secretário – Milton Leite Filho (DEM)

3º secretário – Bruno Ganem (PODE)

4º secretário – Léo Oliveira (MDB)

1º vice-presidente – Gilmaci Santos (PRB)

2º vice-presidente – Ricardo Madalena (PR)

3º vice-presidente – Coronel Telhada (PP)

4º vice-presidente – Barros Munhoz (PSB)