Fepaf completa 40 anos de atividades

 

No dia 23 de abril de 2020, a Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais, a Fepaf, completa quatro décadas de atividades voltadas para o desenvolvimento científico, econômico e social do país.

Sediada na Fazenda Experimental Lageado, sede da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp, câmpus de Botucatu, a Fepaf utiliza a articulação como ferramenta para cumprir seu objetivo de apoiar programas de desenvolvimento econômico, social e ambiental.

Sua principal atividade é o fomento e a gestão de projetos de pesquisa realizados em colaboração com uma ampla gama de instituições. Ao longo dos anos, a Fepaf teve como parceiros diversas instituições públicas, em nível municipal, estadual e federal e dezenas, além de inúmeros representantes do setor privado, com atividades relacionadas à agricultura, agroindústrias, florestas, indústria de insumos e equipamentos agropecuários, preservação e recuperação ambiental.

“Ao longo desses 40 anos a Fepaf cumpriu com retidão a sua missão de apoiar e fomentar atividades de pesquisa, de extensão e de ensino, contribuindo para o desenvolvimento científico, tecnológico, econômico e social do nosso país”, comenta o professor Caio Antonio Carbonari, atual diretor presidente da Fundação. “É um momento de reflexão e de agradecimento aos fundadores, dirigentes, conselheiros, funcionários e a todos que de alguma forma contribuíram durante toda essa bela trajetória”.

Mesmo submetida às restrições de atividades determinadas pelas autoridades de saúde por conta da pandemia da Covid-19, a Fepaf segue funcionando, com sua equipe trabalhando em sistema de “home office”. Apesar do momento, seus gestores reafirmam o compromisso com apoio a projetos úteis e inovadores nas áreas de ciências agrárias, ambientais e florestais.

“É um momento de olhar para o futuro e construir as bases para manutenção desse ecossistema colaborativo que aproxima a nossa FCA, e todo o conhecimento aqui desenvolvido, do setor produtivo e da nossa sociedade”, afirma o professor Carbonari. “Diante do delicado momento que atravessamos e dos desafios econômicos que teremos nos próximos anos, a Fepaf terá um papel ainda mais importante para a continuidade das atividades, especialmente de pesquisa, da nossa comunidade acadêmica”. (Fotos Wikimapia)

Histórico

A Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais – Fepaf – foi constituída como personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos, em 23 de abril de 1980. Foi reconhecida como instituição de utilidade púbica municipal (1981), estadual (2005) e fereal (2003).

Seus idealizadores e fundadores foram os professores: Julio Nakagawa, Ricardo Antonio de Arruda Veiga, Widsney Alves Ferreira, Ciro Antonio Rosolem, Cezar Piedade Jr., Oswaldo Brinholi, Carlos Roberto Espíndola, Ede Cereda, José Armando Furlani Junior e Sônia Maria Bergamasco.

Nesses 40 anos foi presidida pelos professores: Ricardo Antonio de Arruda Veiga, Antonio Enedi Boaretto, Flávio Abranches Pinheiro, Ciro Antonio Rosolem, Affonso Maria de Carvalho, Edivaldo Domingues Velini, Iraê Amaral Guerrini, Ulisses Rocha Antuniassi, Edson Luiz Furtado.

Atualmente, a Fepaf é presidida pelo professor Carbonari e tem como diretores os professores Edson Luiz Lopes Baldin e Renata Cristina Batista Fonseca.