Estado de SP voltará para a Fase Vermelha

Após registrar leve queda nas internações por Covid-19, o estado de São Paulo voltará na segunda-feira (12/4) à fase vermelha do Plano São Paulo de combate à pandemia do novo coronavírus. Foi o que afirmou no começo desta tarde o Vice-Governador Rodrigo Garcia em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes.

Desde o último dia 15 todos os municípios do estado estão na fase emergencial, a mais rígida do Plano São Paulo, onde há uma lista restrita de serviços essenciais que estão em funcionamento e há um toque de recolher entre 20h e 5h.

O toque de recolher seguirá na fase vermelha, mas escolas, lojas de material de construção e os jogos do Campeonato Paulista serão retomados.

Cultos religiosos presenciais seguem proibidos e o toque de recolher das 20h às 5h será mantido. O governo mantém também a recomendação do teletrabalho e o escalonamento de horários alternados para os setores de serviços, do comércio e da indústria.

De acordo com as autoridades, a reabertura das lojas de material de construção também será permitida a partir do dia 19. Além disso, eventos esportivos poderão acontecer sem a presença de público e obedecendo todas as normas sanitárias.

Os restauram também voltam a ter a autorização para funcionar no esquema take away, onde clientes podem retirar os pedidos diretamente na loja.

 O que pode funcionar na fase vermelha (Segundo o Governo de SP)

-Escolas e universidades

-Hospitais, clínicas, farmácias, dentistas e estabelecimentos de saúde animal (veterinários)

-Supermercados, hipermercados, açougues e padarias, lojas de suplemento, feiras livres

-Delivery e drive-thru para bares, lanchonetes e restaurantes: permitido serviços de entrega

-Cadeia de abastecimento e logística, produção agropecuária e agroindústria, transportadoras, armazéns, postos de combustíveis e lojas de materiais de construção

-Empresas de locação de veículos, oficinas de veículos, transporte público coletivo, táxis, aplicativos de transporte, serviços de entrega e estacionamentos

-Serviços de segurança pública e privada

-Construção civil e indústria

-Meios de comunicação, empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens

Outros serviços: lavanderias, serviços de limpeza, hotéis, manutenção e zeladoria, serviços bancários (incluindo lotéricas), serviços de call center, assistência técnica e bancas de jornais.

O que não pode funcionar na fase vermelha (segundo o Governo de SP)

Academias

Igrejas e atividades religiosas

Salões de beleza

Cinemas

Teatros

Shoppings

Lojas de rua

Concessionárias

Escritórios

Parques

Clubes