Estado de SP volta à fase amarela nesta segunda-feira (4)

Após ter entrado na fase vermelha na última sexta-feira (1º), o estado de São Paulo retorna, nesta segunda (4), à etapa amarela do Plano SP de combate à Covid-19. A exceção é a região de Presidente Prudente, na qual os 45 municípios seguem na fase vermelha até a próxima reclassificação.

A amarela é a segunda etapa mais rígida do plano de cinco fases. As medidas restritivas têm foco em bares, restaurantes e cinemas, que ficaram fechados durante os dois últimos feriados prolongados (Natal e Réveillon).

Considerando os atuais critérios do governo, na fase amarela, salões de beleza, bares, restaurantes, academias, parques e atividades culturais (com público sentado) podem continuar abertos, mas com restrições.

Veja as atuais restrições da Fase Amarela

Shoppings e comércio de rua

Limitada à 40% da capacidade;

Funcionamento por 12 horas por dia; fechamento às 22h

Entrada controlada por funcionários treinados;

 

Bares e restaurantes

Operação limitada a 40% da capacidade;

Distância de 2 metros entre as mesas e de 1,5 metro entre as pessoas;

Máximo de 6 pessoas por mesa;

Proibição de consumo nas calçadas.

 

Bares – fechamento, às 20h (consumo e estabelecimento)

Restaurantes – fechamento às 22h, encerramento do serviço de bebidas alcoólicas, às 20h

 

Lojas de conveniência

Operação limitada a 40% da capacidade. Fechamento às 22h, venda de bebidas até as 20h

 

Salões de beleza

Limitada à 40% da capacidade;

Distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas;

Atendimento apenas com agendamento prévio;

Cliente nunca deve ser atendido por mais de um profissional simultaneamente;

 

 

 

Academias

Limitada à 30% da capacidade;

Funcionamento por 6 horas por dia;

Entrada com agendamento prévio;

Equipamentos devem ser limpos ao menos 3 vezes ao dia;

 

Parques

Limitada à 40% da capacidade;

Distanciamento social mínimo de 2 metros entre as pessoas;

Funcionamento exclusivo de segunda a sexta;

Proibido uso de bebedouros e chuveiros;

Covid em SP

São Paulo é o estado brasileiro com maior número de casos e mortos por Covid-19. Até o último relatório, divulgado nesse domingo (3) pelo Ministério da Saúde, 1.471.422 pessoas foram infectadas e 46.845 morreram na unidade federativa em decorrência da doença causada pelo novo coronavírus.

Em dezembro de 2020, o número de casos aumentou 68%, e o de mortes em 57% em relação a novembro, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde. Na sexta-feira (31), o governo de São Paulo prorrogou a quarentena até o dia 7 de fevereiro de 2021.

Fonte: CNN Brasil