Estado de São Paulo tem o maior número de queimadas em 11 anos

Foram quase 5 mil focos de queimadas

Foto André Godinho/Acontece Botucatu

 

Segundo os dados do satélite de referência (AQUA_M-T) do Instituto Nacional de Pesquisas Espacial (INPE), o estado de São Paulo registrou, entre o dia 01 de janeiro até 18 de setembro 4886 focos de queimadas. Esse valor é 8% maior do que o mesmo período de 2020, quando o estado registrou 4.488 focos de queimadas.

O município de Cajuru lidera o ranking do estado, seguido por Morro Agudo e São Carlos. Estes 4886 focos de queimadas neste ano é o maior número de focos para o mesmo período dos últimos 11 anos, ou seja, desde 2010 quando registrou 6.381 focos de queimadas.

Em Botucatu nos últimos seis meses foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros de Botucatu e Defesa Civil mais de 350 ocorrências deste tipo. A maioria das ocorrências de incêndio em vegetação (fogo em mato) é causada por ação humana, ou seja, de forma intencional e criminosa.

O estado de São Paulo registrou 1211 focos de queimadas neste mês de setembro de 2021 (até o dia 17/09). Em setembro de 2020 foram 2254 focos – que foi o maior já registrado em um mês de setembro desde seus registros, que começaram em 1998.

No entanto, em agosto de 2021 foram 2277 focos de queimadas, sendo o maior para um mês de agosto dos últimos 11 anos.

Com informações do Climatempo