Enxame migratório de abelhas africanizadas tenta “pegar carona” com veículo em Botucatu

A Vigilância Ambiental em Saúde (VAS) foi acionada no início da tarde desta quarta-feira, 13, para avaliar um enxame de abelhas em um condomínio residencial na região sul. Chegando ao local, a equipe da VAS constatou que se tratava de um enxame migratório de abelhas africanizadas que se agrupou num veículo que estava estacionado.

Os enxames migratórios são grupos viajantes de abelhas africanizadas que ocorre com maior frequência entre setembro e final de março (primavera-verão). É muito comum um enxame migratório, principalmente de abelhas africanizadas, repousarem em arbustos, beirais de telhado, lixeiras, entre outros locais, por um período de até 48 horas antes de seguirem viajarem e se fixarem em ambiente favorável.

Os enxames migratórios não costumam ter comportamento defensivo, porém ao se sentirem ameaçadas podem ferroar. A VAS isolou o local e orientou os moradores a não molestarem as abelhas, pois no final da tarde a equipe irá até o local realizar a captura do enxame.

Para evitar riscos de acidentes envolvendo seres humanos e animais, o manejo de abelhas e vespas só deverá ser feito por pessoas capacitadas tecnicamente.

A VAS atende de segunda a sexta-feira, das 7:30 às 17:00, pelo 38111609. Aos finais de semana e feriados, o plantão da VAS deverá ser acionado através do 199 da Guarda Civil Municipal.

Leia mais sobre abelhas e vespas no link abaixo:

https://www.botucatu.sp.gov.br/abelhas-e-vespas