Enquete do Acontece mostra que maioria é contra liminar que fechou o comércio em Botucatu

Geral
Enquete do Acontece mostra que maioria é contra liminar que fechou o comércio em Botucatu 20 maio 2020

Logo após a polêmica envolvendo o comércio de Botucatu, que foi novamente fechado por força de liminar expedida pelo Tribunal de Justiça na última segunda-feira, 18, o Acontece Botucatu iniciou em sua página no Facebook uma enquete sobre o assunto.

A pergunta foi: você concorda com a liminar obtida após um abaixo assinado que determinou o fechamento do comercio? As opções eram as seguintes?

Sim – Comércio totalmente fechado

Não – Comercio funcionando com as restrições.

Em 24 horas foram 7,8 mil votos, com a vitória pela retomada do comércio nas condições que estavam até o início desta semana. O resultado da enquete está fixado na página do Portal da rede social.

O placar, segundo indicadores do Facebook, apontou 61% contrários a liminar, ou seja, pela volta do funcionamento e 39% favoráveis ao posicionamento do Ministério Público, que fecha novamente as portas das lojas chamadas de não essenciais pelo Governo do Estado.

Relembre

A liminar foi concedida após um abaixo assinado de 61 pessoas do município, documento que contestava a flexibilização do comércio. Em um primeiro momento o pedido foi arquivado pelo Ministério Público local e seus autores recorreram.

Defesa

A Prefeitura de Botucatu recorreu. Basicamente os Procuradores do Município argumentaram que a administração municipal realizou uma série de ações de prevenção para que houvesse a racionalização das atividades econômicas na Cidade, como a distribuição de 146 mil máscaras gratuitamente a população, testagem em massa de pacientes com síndrome gripal, levantamento epidemiológico, entre outras medidas.

Flexibilização no comércio

No dia 01 de maio um Decreto do Prefeito Mário Pardini liberava, com restrições, o funcionamento do comércio, com pontos listados como não essenciais pelo estado. Lojas com até 750 m2 poderiam funcionar com meia porta e drive-thru, respeitando regras de higiene, entre outros pontos.

Essa medida foi fruto de um projeto debatido exaustivamente por Prefeitura, comerciantes, autoridades de saúde e integrantes do próprio Ministério Público em Botucatu. Ao liberar o funcionamento dessas atividades, o dispositivo editado pela Prefeitura relaxava as medidas adotadas pelo Governador do Estado João Doria.

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO