Encontro de radiologistas em Botucatu discute diagnóstico do câncer

 

A morte do jornalista Marcelo Rezende, de 65 anos, de um câncer de pâncreas com metástase no fígado, chocou o país e levantou a discussão sobre o diagnóstico e o tratamento do câncer.

No próximo fim de semana (20 a 22 de setembro), o Clube Manoel de Abreu e a Sociedade Paulista de Radiologia realizam o encontro de radiologistas, em Botucatu, trazendo o tema “Oncologia geral”, que trata do diagnóstico de tumores das vias biliares, pulmão, pâncreas, fígado e ossos com análise de casos. O evento acontece no Hotel Chaillot, na Av. Dr. Vital Brasil 1051, Jardim Bom Pastor, Botucatu.

Telerradiologia salva vidas

Uma das empresas patrocinadoras do evento, a Medilaudo Telerradiologia tem se destacado no mercado nacional pelo seu inovador e eficiente trabalho na área de diagnósticos por imagem a distância. Com estrutura profissionalizada e capacidade de realizar 50 mil laudos/mês, a Medilaudo oferece laudos de imagem em até 2 horas para qualquer parte do país e do mundo, utilizando uma equipe altamente capacitada em todas as especialidades médicas. Atende a hospitais e clínicas por meio de convênio. Essa modalidade diagnóstica é utilizada por 75% dos serviços médico-hospitalares nos Estados Unidos e é uma tendência em nosso país, de dimensões continentais.

Para o diretor clínico da Medilaudo, Gustavo Dalul Gomez,” o serviço de telerradiologia pode salvar muitas vidas, pois em cidades distantes dos grandes centros urbanos um laudo pode demorar mais de 30 dias, colocando em risco a vida dos pacientes”, avalia. Utilizando a telerradiologia, o diagnóstico é mais rápido e qualificado, já que a empresa disponibiliza especialistas e subespecialistas em todas as áreas da medicina, 24 horas por dia, 365 dias do ano.

Métodos diagnósticos de imagem como tomografia computadorizada ou ressonância magnética detectam com precisão um câncer em órgãos do corpo humano, oferecendo imagens tridimensionais do tumor por meio de cortes milimétricos do tecido.

Segundo o médico radiologista e diretor clínico da Medilaudo Telerradiologia, Gustavo Dalu Gomez, o método diagnóstico mais preciso disponível atualmente é a ressonância magnética por oferecer melhor resolução.

Medilaudo abre residência médica (R-4) em radiologia

Primeira empresa de telerradiologia credenciada pelo Colégio Brasileiro de Radiologia para ministrar residência médica em radiologia e diagnósticos por imagem em nível 4 com expertise em telerradiologia, a Medilaudo Telerradiologia irá formar subespecialistas em radiologia com foco em ressonância magnética. O curso terá duração de 1 ano, de março de 2018 a março de 2019.

Segundo o diretor clínico da empresa, Gustavo Dalul Gomez, a residência médica (R-4) da Medilaudo possui um corpo docente altamente especializado e vindo das melhores escolas como USP, Santa Casa, Unifesp e Hospital do Coração, o que garante alta qualidade do curso. E será ministrado na sede da Medilaudo e nos seus hospitais credenciados, em São Paulo.

Outra vantagem é que a residência é um R-4 geral. “O médico terá oportunidade de laudar em várias subespecialidades em conjunto como neurologia, musculoesquelético e medicina interna (tórax e abdômen, mama e cardiologia)”, destaca o médico.

A residência (R-4) da Medilaudo não tem custo para o médico e a seleção será feita por prova teórica e prática e análise curricular. A inscrição será aberta no mês de novembro no site da empresa www.medilaudo.net