Embraer muda cronograma de entrega do E175-E2

A Embraer revisou o cronograma de certificação e entrega do E175-E2, a versão de menor capacidade da nova família E-Jet E2, que tem foco principalmente no mercado norte-americano.

Ainda que o sucesso de vendas do E175-E2 dependa de algumas revisões nas regras da aviação regional dos Estados Unidos, a Embraer não registrou nenhum cancelamento para o modelo após os efeitos da pandemia no transporte aéreo.

Porém, com a redução da demanda, parte causada por restrições de viagens, a Embraer optou por certificar o modelo apenas em 2023, permitindo reduzir sua exposição diante da atual crise do setor.

Um eventual atraso também permitirá ganhar tempo na discussão sobre a revisão das cláusulas de escopo que limitam a capacidade das aeronaves a jato na aviação regional dos Estados Unidos. Atualmente o E175-E2 está acima do máximo permitido, o que reduz suas chances de substituir com sucesso os atuais E170 e E175 de primeira geração.

Um dos trunfos do modelo atual é não ter um concorrente de nova geração apto a atender os regulamentos atuais, visto que o japonês SpaceJet está com cronograma bastante atrasado, sem previsão de ser certificado. Além disso, o Airbus A220 sofre com as mesmas restrições do E175-E2.

Fonte: Aeromagazine