Embraer fecha negócio de US$1,4 bilhão com empresa dos EUA para jatos executivos Praetor

A Embraer anunciou hoje um acordo de compra com a empresa norte-americana Flexjet, uma das líderes globais no mercado de transporte via jatos particulares. O negócio inclui uma frota de jatos executivos da Embraer, como os jatos Praetor, recentemente homologados, e o Phenom 300.

O anúncio ocorreu durante uma coletiva de imprensa na edição 2019 da NBAA-BACE (National Business Aviation Association’s Business Aviation Conference and Exhibition), convenção e exposição da aviação executiva sendo realizada até 24 de outubro, em Las Vegas, no estado de Nevada, nos EUA.

Com valor total de até US$1,4 bilhão, conforme os preços de lista atuais, o acordo foi incluído na carteira de pedidos (backlog) da Embraer do segundo trimestre de 2019. Com esse acordo, a Flexjet se torna o primeiro cliente frotista dos jatos Praetor.

A parceria entre a Embraer e a Flexjet teve início em 2003, quando a Flight Options, empresa que passou a fazer parte do grupo Flexjet em 2015, se tornou a primeira empresa de propriedade compartilhada a introduzir o jato Legacy Executive na sua frota. Oferecendo aos seus clientes uma experiência de voo em cabine grande a um preço da categoria abaixo permitiu que a Flight Options atendesse mais clientes ainda melhor, viabilizando o crescimento da empresa por meio de aeronaves com projeto de alta utilização da Embraer, que permitem alta disponibilidade operacional da frota.

A Flexjet se tornou o primeiro provedor de propriedade compartilhada a oferecer o Legacy 500, em setembro de 2015. A Flexjet também foi o cliente que recebeu o 1.000o jato executivo da Embraer, um Legacy 500, em abril de 2016. O Legacy 450 se juntou ao Legacy 500 na frota Red Label, programa para clientes diferenciados da Flexjet, e ambos os jatos foram os primeiros da frota da Flexjet com a tecnologia fly-by-wire da Embraer, oferecendo desempenho e capacidade de aeronaves maiores com custos de jatos médios.