Embraer e Boeing se aproximam de conclusão em negócio que cria joint-venture

Em sessão que se mostra negativa para os mercados financeiros, as ações da Embraer (EMBR3) operam com ganhos de 0,63% a R$ 19,22, se destacando assim entre as altas do Ibovespa na parte da manhã desta segunda-feira.

No sábado, foi divulgado na imprensa que a Embraer e a Boeing pretendem concluir todo o processo de criação da nova joint-venture, que vai controlar a divisão de aviação comercial, até o dia 5 de dezembro. Até lá, a expectativa é que os negócios sejam aprovados nos conselhos de administração, para então dar entrada com os documentos nas autoridades concorrenciais competentes.

A informação faz parte do memorando de entendimento assinado em julho, mas era mantido sob sigilo pelo Ministério Público do Trabalho. O órgão propôs na Justiça uma ação civil pública para que a União seja obrigada a condicionar a operação entre Embraer e Boeing à apresentação, pelas empresas, de garantias de que a fabricação de aeronaves e os empregos não serão transferidos ao exterior.

No último dia 11, procurador Rafael de Araujo Gomes informou que o MPT requisitou às empresas uma cópia integral do memorando de entendimentos assinado entre elas. A Embraer apresentou o documento ao órgão em 13 de julho, pedindo confidencialidade, mas o procurador decidiu retirar o sigilo após consultar a Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Fonte: Valor Econômico