Embraer diz que acordo com a Boeing ainda não está definido

Lucas Lacaz Ruiz/7-3-2017

Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

A Embraer reitera que matem com a Boeing Co. entendimentos, “inclusive por meio do grupo de trabalho do qual o governo Brasileiro participa”, sobre potencial combinação de negócios. O posicionamento vem em resposta a notícia publicada no Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado no dia 12 e veiculada pelo jornal O Estado de S. Paulo no dia seguinte de que o governo brasileiro propõe que a Embraer tenha ao menos um representante no conselho de administração da nova companhia e que sua participação seja em torno de 20% e não 10% como proposta pela Boeing.

A fabricante brasileira de aeronaves esclarece que “até o momento não há definição acerca da estrutura de participação da Embraer e tampouco da governança de possível nova sociedade que venha a ser criada caso venha a ser implementada a referida combinação de negócios.”

A implementação da estrutura de participação estará sujeita à aprovação não somente do governo brasileiro, explica a Embraer, mas também dos órgãos reguladores nacionais e internacionais e dos órgãos societários das duas companhias.

“Por fim, a Companhia não tem como comentar as intenções do Governo Brasileiro mencionadas na notícia”, conclui o comunicado.

Fonte: Isto É