Em uma semana, Operação Migrante atendeu 46 pessoas em situação de vulnerabilidade nas ruas

Desde a última sexta-feira, 18, quando uma frente fria baixou as temperaturas no Estado, a Guarda Civil Municipal e a Secretaria Municipal de Assistência Social iniciaram a Operação Migrante, um patrulhamento em locais que moradores de rua costumam pernoitar em Botucatu. A GCM aborda essas pessoas e as encaminha para o Espaço Acolhedor, para que recebam os devidos cuidados.

Ao longo da semana, 46 pessoas foram encontradas em situação de rua e encaminhadas ao Espaço Acolhedor, onde puderam tomar banho, se alimentar e pernoitar.

“Este trabalho deve continuar enquanto estiver frio. Nossas equipes continuarão patrulhando as ruas, a fim de oferecer uma estadia mais confortável e segura a essas pessoas. Agradeço também o trabalho e empenho dos nossos agentes sociais que, com certeza, foi fundamental para o êxito da Operação ao longo da semana”, afirma Marcelo Emílio de Oliveira, Secretário Municipal de Segurança Pública.

“Foram muitas pessoas resgatadas, mas um dos casos que mais nos chamou a atenção foi de um homem que estava dormindo em cima de uma árvore de cinco metros de altura. Subi até ele e o convenci a passar uma noite no Espaço Acolhedor, com mais conforto”, lembra Sidnei Pichinin, Subcomandante da Guarda Civil Municipal.

Como o período de frio está apenas começando, a população pode contribuir com a Operação Migrante, ligando para a GCM e avisando sobre pessoas que estejam em situação de vulnerabilidade social. Os chamados são atendidos pelo telefone 199.