Desenvolve SP oferece crédito para inovação e sustentabilidade para empresas

Banco do Estado investe em retomada econômica de micro, pequenas e médias empresas com financiamento para projetos verdes e inovadores

No Dia das Micro, Pequenas e Médias Empresas (27 de junho), empreendedores têm linhas de crédito com condições facilitadas para investir em projetos de sustentabilidade e inovação pelo Desenvolve SP, banco do Governo do Estado de São Paulo.

“Acreditamos que impulsionar a produtividade e a competitividade por meio da inovação e da sustentabilidade é o caminho para a retomada da economia paulista de forma responsável, sólida e efetiva. Para isso, políticas públicas como o crédito facilitado são fundamentais”, afirma o Presidente do Desenvolve SP, Nelson de Souza.

Entre as iniciativas verdes que podem ser financiadas estão tratamento de resíduos, preservação da água, aquisição de equipamentos que reduzem o impacto da atividade produtiva no meio ambiente ou o consumo de energia, instalação de equipamentos de energia renovável, uso de combustíveis mais limpos e recuperação de áreas verdes.

Em inovação, os financiamentos podem ser destinados à introdução de novos produtos, processos, serviços, marketing, inovação organizacional ou aperfeiçoamento de tecnologias.

Empresas

Proclamado pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 6 de abril de 2017, o Dia das Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs) é celebrado em 27 de junho, com o objetivo de evidenciar a importância dos pequenos negócios nas economias locais e global.

As MPMEs representam mais de 99,5% do número total de empresas brasileiras e são responsáveis por 58% dos postos de trabalho formais e por 44% da massa salarial formal brasileira.

Estudo do Sebrae realizado em 2018 mostrou que negócios de pequeno porte estão movimentando a sustentabilidade no Brasil. Mais de 90% dos empresários consideram que a sustentabilidade gera oportunidades para novos modelos de negócios. Os principais motivos que levam os empreendedores a adotarem práticas sustentáveis, como eficiência energética, uso racional da água e gestão de resíduos são a preservação ambiental (67%), a redução de custos (20%), o marketing (4%) e o cumprimento da legislação (2%).

Linhas de crédito

Linha Economia Verde (LEV) financia projetos que promovem a redução de emissões de gases de efeito estufa, a geração de energias renováveis e a eficiência energética.

Linha

Taxa

Prazo

Carência

LEV

A partir de 0,53% ao mês + SELIC

Até 120 meses

Até 24 meses

Linha Economia Verde (LEV) – Máquinas financia máquinas e equipamentos que promovem a redução de emissões de gases de efeito estufa, minimizam o impacto da atividade produtiva no meio ambiente, reduzem o consumo de energia e/ou combustíveis e cuja atividade proporciona ganhos sustentáveis.

Linha

Taxa

Prazo

Carência

LEV – Máquinas

A partir de 0,53% ao mês + SELIC

Até 60 meses

Até 12 meses

Linha Economia Verde (LEV) – Saneamento e Resíduos é voltada ao financiamento de projetos de preservação da água e tratamento de resíduos sólidos de micro, pequenas e médias empresas.

Linha

Taxa

Prazo

Carência

LEV – Saneamento e Resíduos

A partir de 0,53% ao mês + SELIC

Até 120 meses

Até 24 meses

A linha Inovacred, do programa da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) financia projetos inovadores para a introdução de produtos, processos, serviços, marketing, inovação organizacional e aperfeiçoamento da tecnologia existente.

Porte (por faturamento)

Taxa

Prazo

Carência

Porte I – até R$ 4,8 milhões

A partir de 0,48% ao mês

Até 96 meses

Até 24 meses

Porte II – de R$ 4,8 milhões a R$ 16 milhões

A partir de 0,48% ao mês

Até 96 meses

Até 24 meses

Porte III – de R$ 16 milhões a R$ 90 milhões

A partir de 0,55% ao mês

Até 96 meses

Até 24 meses

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

As linhas LEV atendem ao item 6 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS, da ONU, que propõe assegurar a disponibilidade e a gestão sustentável da água e saneamento para todos; ao 7, que prevê garantir o acesso a fontes de energia sustentáveis e modernas; ao objetivo 11, que visa reduzir o impacto ambiental por meio da gestão de resíduos municipais; ao item 12, que trata da redução substancial de geração de resíduos por meio da prevenção, redução, reciclagem e reuso. A Inovacred se relaciona ao ODS 9, que visa à industrialização inclusiva e ao fomento à inovação.