Corrente falsa no WhatsApp promete recuperar fotos do Orkut e postar no Facebook

 

Uma falsa corrente no WhatsApp começou a circular na última sexta-feira (18). “O Orkut desbloqueou todos perfil antigo (sic), relembre seu passado no Link http://www.orkut2017.vai.la”, diz o texto, que vem sendo repassado entre grupos de brasileiros no mensageiro. O TechTudo também recebeu a mensagem que é usada para aplicar golpes naqueles que ainda sentem saudades da rede social do Google e querem recuperar as fotos do Orkut para publicar no Facebook. Neste artigo, entenda como é espalhada a farsa e evite cair nesta nova cilada virtual. O Orkut, infelizmente, não vai voltar.

Ao acessar, a vítima é redirecionada para o site 149.56.234.161/kut, cujo nome no topo da página é “Orkute Perfil Antigo”. Lá, o golpista inicia uma série de perguntas e pedidos ao usuário. Independentemente das respostas, o golpe segue adiante.

A Kaspersky Lab, que detectou o golpe na noite da quinta-feira (17), explica que, embora o antivírus do celular alerte para esse tipo de ameaça, não se trata de um malware, mas de um golpe, até certo ponto, bastante comum.

“O site [oferecido via link na mensagem] segue o mesmo esquema dos golpes disseminados via WhatsApp. Irá direcionar o trafego para vários outros sites, dependendo do sistema operacional do visitante. Se for um celular Android, será oferecida a instalação de algum aplicativo, num sistema de afiliados onde o golpista ganha por instalação. Pode ainda ocorrer redirecionamento para sites de serviços premium, onde será necessário informar o número do celular [assinatura de serviço pago por SMS]”, explia Fabio Assolini, analista senior da empresa de segurança no Brasil.

No screenshot recebido pelo TechTudo, o internauta usava um antivírus PSafe, que foi capaz de barrar a ameaça e alertar para o site malicioso. “Esse golpe foi detectado pelo aplicativo DFNDR na sexta-feira (18) pela manhã. Até o momento, identificamos que ele teve mais de 500 mil acessos”, explica Emilio Simoni, gerente de segurança da fabricante de anitivírus. O especialista, detalha como tudo ocorre.

“O golpe promete acesso ao perfil antigo do Orkut por tempo limitado. Para isso, pede que ele responda a três perguntas: “Você tinha conta no Orkut?”, “Já postou foto no Orkut?” e “Tem amigo que usava Orkut?”. Independentemente das respostas concedidas, é solicitado que o usuário compartilhe o link contendo a ameaça com 10 amigos via WhatsApp. Porém, após o compartilhamento, ele é direcionado para outra página que induz o registro a um canal do YouTube, provavelmente do próprio hacker. A armadilha conta, inclusive, com comentários de falsos usuários falando que é verdade com o intuito de enganar”, completa.

Fonte: Techtudo