Como investir em startups e se tornar um Investidor Anjo

Artigo da Agência TESE

Todo mundo busca maneiras de investir que tragam o menor risco possível associado à maior rentabilidade. Para que isso aconteça você deve cuidar de sua educação financeira e estar informado ao tomar uma decisão que tenha impacto nos seus investimentos.

Ao decidir por uma modalidade de investimento você deve considerar quais são os seus objetivos e qual é o seu perfil de investidor. Isso porque existem boas opções de investimento com diversos níveis de risco e de rendimento. Além disso, nessa análise é importante considerar o contexto atual, já que é impossível ignorar os impactos da crise do coronavírus sobre o mercado.

Mas por que investir em Projetos de inovação? A resposta a esta pergunta é simples. Porque investir em novas startups pode ser um bom negócio. Como em qualquer aplicação financeira o investimento em startups envolve riscos, mas vários motivos justificam a empreitada, como o potencial de retorno acima da média e a possibilidade de maior participação no negócio, explica Murilo Galvani, Co-Founder da Agência TESE.

Mas como é possível investir em uma empresa que ainda não é listada na bolsa de valores?

Existem diversas maneiras de aportar capital em uma empresa que pode trazer resultados muito acima da média, uma delas é o Investimento Anjo, modalidade que iremos falar hoje:

O que é um investidor anjo?

O investidor anjo é uma pessoa física, que realiza aporte de capital próprio (o investimento anjo), em empresas nascentes com alto potencial de crescimento (as startups). Esse tipo de investimento apresenta as seguintes características:

É efetuado por profissionais experientes, que tragam valor para o empreendedor com seus conhecimentos, experiência e rede de relacionamentos além dos recursos financeiros, por isto pode ser conhecido como smart-money. É comum encontrar exemplos de investidores dessa natureza com formação e experiência profissional em outras áreas, como advogados, médicos, engenheiros, programadores e especialistas em comunicação, que tendem a focar em startups que atuem em atividades semelhantes a que exercem, de modo que a experiência do investidor seja útil.

Têm normalmente uma participação minoritária no negócio, sendo comum encontrar grupos de investidores anjo que atuam em conjunto de até 5 pessoas. Isso é feito para dividir o risco financeiro entre os investidores e para potencializar o impacto que pode ser gerado pela experiência de cada um dos investidores.

Não têm posição executiva na empresa, mas apoiam o empreendedor atuando como um mentor ou conselheiro.

O Investidor Anjo tem como objetivo aplicar em negócios com alto potencial de retorno, que terão um grande impacto positivo para a sociedade através da geração de oportunidades de trabalho e de renda. O termo “anjo” é utilizado pelo fato de não ser realizado um investimento exclusivamente financeiro, apenas do capital necessário para o negócio, mas por apoiar o empreendedor, aplicando seus conhecimentos, experiência e rede de relacionamento para orientá-lo e aumentar suas chances de sucesso. O investimento total por empresa pode variar entre R$ 100 mil a R$ 1 milhão, podendo chegar até R$ 1,5 milhão, a depender do estágio em que a startup se encontra e o objetivo do investimento.

Em Botucatu, contamos com uma rede de potenciais Investidores Anjo. Se você pretende balancear seu portfólio, investindo uma pequena parcela do seu capital em empresas inovadoras a Agência TESE pode auxiliá-los nesta nova jornada, encontrando os melhores projetos para investir.

Para realizar, basta sonhar!

Quer investir? Procure a TESE!

Contato

Instagram: agencia.tese

e-mail: [email protected]

Telefone: (14)3882.3456

Dr. Cardoso de Almeida, 220 Centro