Começão nesta terça, 01, vacinação contra a febre aftosa

Auditores fiscais do ministério acompanham a cobertura vacinal, verificando, a partir de amostras de sangue, se os animais estão sendo realmente imunizados. Além dessa coleta, os fiscais também conferem a declaração de vacinação e a nota fiscal de compra apresentadas pelos produtores.

A região de Botucatu foi um dos destaques na cobertura vacinal realizada em novembro do ano passado. Segundo estatistificas do governo do estado, a quantidade atingida representou 97% do rebanho vacinado.

Estão catalogados na região de Botucatu mais de 300 mil animais bovinos e bubalinos. Em 2017 294.045 receberam as doses da vacina.

A vacinação contra a febre aftosa é obrigatória. Deixar de vacinar ou de comunicar a vacinação condiciona o proprietário a multas. O rebanho paulista está distribuído em 130.537 propriedades rurais. Na etapa realizada durante o mês de novembro, a vacinação foi obrigatória para todos os bovídeos, independente da idade.

Caso o animal manifeste reações à vacina, como algum tipo de lesão vesicular ou sintomas como salivação excessiva e dificuldade de locomoção envolvendo manquejar do animal, o criador deve acionar imediatamente o serviço veterinário oficial.