Busscar começa a produção efetiva em 2 de maio

A Busscar, em Joinville, começa sua produção de forma definitiva no dia 02 de maio já com diversos pedidos na carteira. Os dois primeiros pedidos foram da Viação Paraty, da região de Ararquara, no interior de São Paulo, e da Viação Osasco, da região Metropolitana de São Paulo.

A informação é do diretor industrial da Carbuss Busscar, Maurício Lourenço da Cunha, em entrevista ao Diário Transporte no início da tarde desta quinta-feira, 12 de abril de 2018. A empresa continua realizando contratações. Já são 256 funcionários e até o início da produção devem ser contratados mais 200 trabalhadores.

A estimativa da empresa é que até agosto, estejam trabalhando na Busscar em torno de 700 pessoas. A planta, segundo Maurício Lourenço da Cunha, tem capacidade para cerca de dois mil colaboradores. A Busscar também discute com o Sindicato dos Mecânicos de Joinville uma convenção trabalhista específica já que a empresa está em início de atividades.

Outra novidade revelada pelo diretor industrial da empresa é que no segundo semestre deste ano, a Busscar vai lançar um modelo para chassis de motor dianteiro voltado para o segmento de fretamento

“Nós iniciamos a produção agora com os três primeiros modelos que é com o 340 motor traseiro, o 360 e o DD (dois andares), logo na sequencia, no mês de julho entra o 400, que muita gente chama de LD, e depois, no segundo semestre, entra o de fretamento, muito provavelmente [com o nome] El Buss 320” – revelou Maurício Lourenço da Cunha

Outra revelação oficial é que o Paulo Corso já integra a equipe da Busscar. O executivo, que trabalhou por 39 anos na Marcopolo, assumiu o cargo de diretor comercial.

“Quando tivemos a informação de que o Paulo Corso estava livre no mercado, nosso diretor, Paulo Ruas, conversou com ele e conseguiu chegar a um acordo benéfico para ambas as partes. O Paulo Corso tem grande conhecimento de produtos e de mercado e vem somar neste relançamento e no voo da Busscar.” – disse Maurício Lourenço da Cunha.

O diretor industrial da Busscar ainda disse que inicialmente a produção vai começar com um ônibus por dia e, conforme o crescimento do ritmo de trabalho, nas próximas semanas, serão dois ônibus por dia e, neste ano ainda, a intenção é de aumentar a produção para três carrocerias por dia.

 

Fonte: Adamo Bazani – Diário Transporte