Botucatuense de 73 anos fará trajeto de Botucatu a Ribeirão Preto a pé

Mais uma história de superação de Toninho Sanches

Sanches é um dos fundadores do grupo Papa Trilhas

O Botucatuense Antônio Sanches Torres, mais conhecido como Toninho Sanches, de 73 anos, emplacou mais uma grande história para contar. Fundador do famoso Grupo Papa Trilhas, ele começou nesta quinta-feira, dia 24, uma caminhada até Ribeirão Preto.

A cidade do interior paulista fica distante 230 km de Botucatu em “linha reta”, pelas estradas convencionais. Ocorre que essa distância percorrida a pé poderá render até 300 km, pois Sanches passará por várias localidades.

No primeiro dia dessa nova expedição ele caminhou 13 km entre Botucatu e São Manuel pela estrada de Toledo, em um deslocamento de 4 horas. Já nesta sexta-feira foram mais 19 km até Barra Bonita em 6 horas de caminhada.

“Vou visitar meus sobrinhos que moram em Ribeirão Preto. Como aposentado, tenho muito tempo e resolvi ir a pé para conhecer pequenas cidades que nunca fui. Eu fiz um roteiro bem feito dos lugares que vou passar e pernoitar”, disse Toninho Sanches ao Acontece Botucatu.

Acostumado com grandes empreitadas e desafios ao longo da sua vida, o ex-comeciante pretende completar essa viagem a pé em 15 dias.

Muita história para contar

Em 30 anos praticando caminhadas, Sanches já conheceu muitos locais no Brasil e até fora do país. Entre suas conquistas estão alguns dos trajetos mais conhecidos do mundo:

-Santiago de Compostela na Espanha.

– Machu Picchu no Perú

– Botucatu a Aparecida do Norte

– Caminho da Fé em Minas Gerais

– Caminho de Anchieta no Espírito Santo

-Caminho do Sol de Santana do Parnaíba até Águas de São Pedro

– 17 anos de Romaria da Padroeira

– 12 outubro de Botucatu a Aparecida de São Manuel.

– Caminho das Missões no Rio Grande do Sul

Profundo conhecedor da Cuesta de Botucatu, Toninho Sanches já mapeou todos os recantos e belezas de nossa região, juntamente com o Grupo Papa Trilhas. Autor de várias publicações, onde também narra suas histórias, ele coloca sua fé em cada quilometro percorrido.

“E uma filosofia de vida que me faz ver a grandeza divina nas pequenas coisas”, diz Sanches.