Botucatu poderá ter Lockdown durante o feriado de Páscoa, diz Pardini

Serão avaliados números de ocupação de leitos e estoques de kits de intubação e oxigênio no município de Botucatu

Botucatu poderá ter Lockdown no feriado de Páscoa. A informação foi dada pelo Prefeito de Botucatu, Mário Pardini, durante entrevista à Rádio Criativa FM. Caso seja adotada, a medida deve começar às 20h00 da quinta-feira, dia 01, e vai vigorar até às 06h00 de segunda-feira, dia 05 de abril, já que dia 02 de abril será feriado nacional de Sexta-Feira Santa.

“A gente vai avaliar os números. O trabalho será de análise indicadores, da projeção de taxa de ocupação leitos de enfermaria e UTI no município. A gente também vai fazer uma avaliação de estoque de kits de entubação e de oxigênio e tudo isso vai ser levado em conta para pensarmos nas medidas que serão adotadas nos próximos finais de semana”, disse Pardini.

“Se a gente observar que os níveis de transmissão do coronavírus estão elevados em nossa cidade e para preservarmos a assistência médica adequada a nossa população, a gente vai adotar as medidas que forem cabíveis, sempre buscando o equilíbrio e sempre conversando com todos os setores da economia. É o que estamos fazendo desde o início da pandemia e é isso que a gente vai continuar fazendo”, justificou o prefeito.

A medida pode funcionar nos mesmos moldes das duas últimas ações restritivas, embora o Prefeito tenha declarado que estudará as formas, caso seja aplicada mais essa ação restritiva.

Nos últimos finais de semana o Lockdown em Botucatu funcionou da seguinte maneira:

-Saúde: O funcionamento estará permitido apenas aos serviços emergenciais de saúde: farmácia, hospital e Prontos Socorros.

-Alimentação: Serviços de alimentação funcionarão apenas por delivery, incluindo supermercados, mercearias e hortifrútis.

-Circulação nas ruas: Será restrita aos serviços obrigatórios. As pessoas deverão comprovar com documento o motivo da locomoção.

-Transporte público: Esse é um ponto onde a Prefeitura voltou atrás em parte. O sistema vai funcionar no chamado esquema de domingo apenas para pessoas que irão trabalhar nos serviços essenciais de saúde.