Botucatu pode ter segunda unidade da Casa da Juventude

 

Os vereadores Lelo Pagani, Cula e Alessandra Luchesi, todos do PSDB, estão solicitando ao Governo do Estado de São Paulo a instalação, em Botucatu, da segunda unidade da Casa da Juventude. O pedido, aprovado por meio de requerimento na Câmara Municipal nesta semana, prevê que a unidade seja instalada no Distrito de Rubião Júnior, com o intuito de proporcionar aos jovens aprendizado, aperfeiçoamento e transformação na vida social e profissional.

A primeira unidade da Casa da Juventude foi inaugurada em Botucatu em 2015 e funciona no Saguão da Estação Ferroviária. O espaço recebe o nome do  “Professor Vinício Aloise”.

O Projeto, lançado pelo governador João Doria em maio deste ano, oferece espaços multiuso com ações de incentivo à qualificação, empreendedorismo, busca de oportunidades de emprego e renda e área de trabalho colaborativo, estimulando a criação de novos projetos e negócios entre o público juvenil. O Governo do Estado vai investir R$ 20 milhões na criação de espaços em municípios de pequeno porte em diversas regiões.

Além de cursos, a Casa da Juventude incentivará o coworking com área projetada especificamente para o trabalho colaborativo, garantindo que os jovens possam desenvolver projetos empresariais em diversos setores.

As cidades interessadas devem, obrigatoriamente, contar com um Conselho Municipal de Juventude e ter população menor que 150 mil habitantes. As Prefeituras vão indicar terrenos e ficarão responsáveis pela aquisição de móveis e demais equipamentos.

O Estado vai financiar prédios com área construída de 240m², em estrutura metálica e alvenaria. O prazo médio para a entrega de cada unidade é de oito meses.