Botucatu assina termo de cooperação para instalação de TV Digital

A Seja Digital, entidade não governamental e sem fins lucrativos, responsável pelo processo de digitalização do sinal de TV no Brasil, e prefeituras da região de Botucatu firmaram na última terça-feira, 19, parcerias de assinatura coletiva do Acordo de Cooperação, com o objetivo de levar informação sobre o desligamento do sinal analógico de TV à população.

Em Botucatu, o sinal analógico será desligado no dia 28 de novembro e, após essa data, só será possível assistir à programação da TV aberta por meio do sinal digital. O evento contou com a presença de Cecília Zanotti, diretora regional da Seja Digital, e do Vice-prefeito de Botucatu, André Peres.

A parceria prevê a capacitação de servidores municipais para que atuem como multiplicadores do processo de migração do sinal de TV, levando informação e orientação sobre o que deve ser feito para que as TVs possam ter acesso ao sinal digital.

Além disso, os servidores também orientarão as famílias de menor renda atendidas pelo Governo Federal sobre o processo de distribuição de kits gratuitos a que têm direito. Mais de 730 mil kits gratuitos estão disponíveis para as 395 cidades do interior de São Paulo, onde o sinal analógico de TV será desligado em 28 de novembro.

Para saber se tem direito ao kit gratuito e agendar a retirada dos equipamentos em um dos pontos disponibilizados pela Seja Digital, a população deve ligar gratuitamente para o número 147 com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos ou acessar o portal sejadigital.com.br/kit.

 

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil.

Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal.

Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.