Hospital Veterinário para Animais Silvestres será ampliado em Botucatu

Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp, no câmpus Botucatu, formalizou na última semana o recebimento de cerca de R$ 2 milhões para reforma e ampliação do hospital veterinário para animais silvestres do Cempas (Centro de Medicina e Pesquisa em Animais Silvestres), ligado à unidade. A previsão é concluir as obras em 11 meses.

Os recursos foram repassados pelo Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos (FID), por meio da Secretaria Estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania, e viabilizarão a construção de novas instalações, como salas cirúrgicas, ambulatório e anfiteatro para a realização de cursos sobre a melhor maneira de conter animais silvestres, entre outros treinamentos e atividades acadêmicas.

A formalização do repasse de recursos do FID à unidade ocorreu na sede da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, na região central da capital paulista, e contou com a participação pela Unesp do professor Sergio Roberto Nobre, vice-reitor, do professor José Paes de Almeida Nogueira Pinto, assessor da Reitoria, do vice-diretor da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, professor Cezinande de Meira e do deputado estadual Fernando Cury.

“É um projeto importante para uma faculdade que está entre as melhores da América Latina e do mundo na sua área”, afirma o vice-reitor Sergio Nobre.

Em 2017, o hospital atendeu 40 municípios do Estado. As apreensões e os animais vitimados em rodovias representaram cerca de 70% desses atendimentos. Estão no escopo do trabalho realizado no hospital do Cempas animais dos mais diversos, como aves, mamíferos selvagens e primatas.

“As novas instalações serão importantes para o ensino de graduação e de pós-graduação da unidade e para a melhoria das condições de trabalho”, afirma o vice-diretor da faculdade, professor Cezinande de Meira.

O FID é um fundo mantido por recursos provenientes do resultado judicial de ações civis públicas que buscam o ressarcimento à coletividade de danos causados ao meio ambiente, ao consumidor, a bens e direitos de valor artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico, na esfera estadual.

ACI/Unesp