Artesp diz que irá analisar pedido de isenção de pedágio em Botucatu

A Agência de Transporte do Estado de São Paulo, Artesp, enviou um e-mail à redação do Acontece Botucatu, informando que recebeu o ofício do perfeito Mário Pardini e irá analisar a solicitação de abertura das cancelas da praça de pedágio na Rodovia Marechal Rondon em Botucatu.

A medida pode ser adotada enquanto houver o desvio no km 258, por causa de uma cratera que se abriu na pista sentido Botucatu-São Manuel após a chuva torrencial do dia 10.

“Cabe acrescentar que a Agência Reguladora vem acompanhando o cumprimento, pela concessionária, das obrigações contratuais para realização de desvios, sinalização, segurança viária e obras de recuperação – ações que vêm sendo adotadas para a recuperação e manutenção do serviço no caso especificado -, e aplicará penalidades, se constado o não cumprimento de qualquer item contratual”, disse a assessoria de imprensa da Artesp.

Nesta sexta-feira, 21, a concessionária Rodovias do Tietê também se manifestou dizendo que não tem autonomia para liberar o pagamento aos motoristas, cabendo esta ação à Agência de Transporte do Estado de São Paulo.

Relembre

O Prefeito Mário Pardini enviou um ofício a Concessionária Rodovias do Tietê, Artesp e Governo do Estado de São Paulo solicitando a suspensão da cobrança da tarifa do pedágio na praça entre Botucatu e São Manuel (KM 259+200) enquanto a Rodovia Marechal Rondon, no quilômetro 257, não é reparada.

Com as chuvas intensas que atingiram a Cidade no dia 10 de fevereiro, parte da pista cedeu, impedindo a passagem de veículos. A Rodovia chegou a ficar totalmente fechada por 5 dias, sendo liberada meia pista, por 1,4 quilômetros, no último final de semana.

Porém, devido ao desvio realizado no local, motoristas têm relatado lentidão e congestionamentos. Um caminhão também tombou nesta quinta-feira, 20, na alça de acesso ao desvio, no sentido Capital – Interior.

“Me preocupa esta condição principalmente por causa dos pacientes que vem diariamente até Botucatu para fazer tratamento no Hospital das Clínicas, dos alunos da área rural que utilizam o transporte escolar, dos universitários que viajam para estudar todos os dias, além de centenas de funcionários que trabalham nas cidades da região”, afirmou o Prefeito Pardini.

Para dar mais agilidade as viagens, o Prefeito Mário Pardini está solicitando que a empresa Concessionária Rodovias do Tietê abra as cancelas do pedágio, isentando os motoristas da tarifa enquanto a obra de recuperação da pista não for concluída.