Aproximadamente 1600 colaboradores do grupo Caio foram imunizados contra a covid nesta sexta-feira, dia 18

Botucatu começou nesta sexta-feira a vacinação da população flutuante de Botucatu dentro do estudo de efetividade da vacina Oxford/AstraZeneca. Pessoas que moram em cidades vizinha, mas trabalham regularmente em Botucatu serão imunizados. A ação teve início pelas empresas Caio, Irizar, Embraer e Eucatex.

Somente no Grupo Caio foram aproximadamente 1600 colaboradores. Os profissionais são, em sua maioria, das cidades de São Manuel, Itatinga, Pardinho, Pratânia, Areiópolis, Bofete e Lençóis Paulista.

“A triagem dos profissionais foi realizada de maneira rigorosa, seguindo as orientações passadas pela Secretaria de Saúde, para que mais esta etapa de vacinação seja concluída com sucesso. O Grupo Caio, por meio de sua diretoria, concedeu um amplo espaço e sua equipe para auxiliar os profissionais da saúde. Todo o local foi preparado para manter todas as regras de prevenção ao vírus e também facilitar o trabalho de todos os envolvidos. É uma forma de agradecimento por mais esta ação única que está beneficiando a tantos”, explica o gerente corporativo de Gestão de Pessoas, Silvio dos Santos.

Foram mais de 60 profissionais envolvidos na ação feita no Grupo Caio, sendo 39 do Centro de Saúde Escola de Botucatu e os demais, colaboradores de diversos setores do Grupo Caio como Serviço Médico, Serviço Social, Recursos Humanos, Comunicação e Marketing, Manutenção, Logística, Patrimônio.

O colaborador Denilson Ferreira, de 35 anos, do setor de Tubulação da Caio, morador de São Manuel, foi o primeiro a ser vacinado “Eu demoraria muito a ser imunizado em minha cidade e sou muito agradecido a Botucatu, que tornou possível essa alegria. Tenho esposa, filhos, familiares que são do grupo de risco, por isso é um orgulho trabalhar numa empresa que pensa na gente e claro, no próximo também”.

Tânia Pires de Souza, gerente corporativa de Comunicação e Marketing, ressalta a importância da comunicação neste tipo de ação “Fizemos uso de todos os canais da empresa para que a informação chegasse de forma rápida e objetiva para os colaboradores e terceiros, fundamental para o sucesso da vacinação, já que eram muitos os detalhes que ser conhecidos, como o cadastramento no site, porte de documento, horários etc”.

“Quando os colaboradores de outras cidades souberam da vacinação em massa aqui em Botucatu, nos procuraram para reivindicar pela vacina. Nos perguntavam muito: e nós? Por isso, o dia de hoje era algo muito esperado. É emocionante a reação de todos com essa conquista” detalha a coordenadora do Serviço Médico e Benefícios, Silvânia Giandoni.

O Prefeito Municipal de Botucatu, Mário Pardini e o Secretário de Saúde, André Spadaro, estiveram presentes no início desta tarde na Caio. “É mais um dia histórico para Botucatu. Estamos vivenciando um milagre que é a vacina para mais pessoas. É uma alegria estarmos aqui na Caio, uma empresa geradora de empregos para a cidade e região, e que está colaborando de forma tão importante”, comenta Pardini.

O Secretário de Saúde complementa: “É um momento muito importante. São milhares de famílias beneficiadas, que vivem angustiadas pelo medo de transmitir a doença para seus familiares. Essas vacinas são do SUS e quando vimos que havia a possibilidade de expandir o programa, entendemos que essa seria a melhor forma de reduzir a transmissão em toda a região, reduzindo assim a demanda por leitos no Hospital da Unesp, que atende a toda a região e, principalmente reduzir os óbitos. Ficamos emocionados ao ver a qualidade da estrutura montada pelo Grupo Caio para nos apoiar, dentro de todos os protocolos sanitários”.

A vacinação em massa em Botucatu faz parte do projeto de estudo da vacina produzida pelo laboratório Astrazeneca, Universidade de Oxford e Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), elaborado pela parceria entre a Prefeitura, Ministério da Saúde do Governo Federal, Unesp, Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu e Fundação Gates.