Acordo entre Boeing e Embraer prevê aquisição de fábricas em Portugal, diz jornal

Diante das negociações recentes entre as empresas de aviação Embraer e Boeing, a companhia norte-americana estaria interessada em três fábricas da Embraer na cidade de Évora, em Portugal. A informação é do jornal “El Confidencial”, da Espanha, que veiculou a notícia na manhã de sábado (5).

No acordo, a Boeing estaria disposta a adquirir veículos de aviação civil – jatos executivos e de médio porte, de transporte de passageiros. As unidades são de alta produtividade, especializadas em aeroestruturas metálicas e fibra de carbono.

Diante das negociações recentes entre as empresas de aviação Embraer e Boeing, a companhia norte-americana estaria interessada em três fábricas da Embraer na cidade de Évora, em Portugal. A informação é do jornal “El Confidencial”, da Espanha, que veiculou a notícia na manhã de sábado (5).

No acordo, a Boeing estaria disposta a adquirir veículos de aviação civil – jatos executivos e de médio porte, de transporte de passageiros. As unidades são de alta produtividade, especializadas em aeroestruturas metálicas e fibra de carbono.

 

As plantas funcionam desde 2013 no país, fruto de um investimento de mais de 200 milhões de euros. Nos três primeiros meses de 2018, de acordo com um levantamento divulgado pela própria Embraer, as fábricas em solo português registraram um prejuízo de 9,46 milhões de euros, diferente dos números de 2017, onde a empresa lucrou 39,8 milhões de euros no mesmo período.

À reportagem, a Embraer não se posicionou diante das informações veiculadas pelo “El Confidencial”. Mesmo assim, a assessoria divulgou uma nota onde comenta sobre o andamento das negociações com a Boeing, onde afirma que “até o momento não há definição acerca da estrutura de participação da Embraer e tampouco da governança de possível nova sociedade que venha a ser criada caso venha a ser implementada a referida combinação de negócios”.

Além disso, a Embraer diz que a combinação de negócios com a Boeing depende de uma série de órgãos responsáveis. “A eventual implementação da combinação estará sujeita à aprovação não somente do Governo Brasileiro, mas também dos órgãos reguladores nacionais e internacionais e dos órgãos societários das duas companhias”.

Incidente com K-390

As causas do incidente com o protótipo 001 da aeronave KC-390, da Embraer, ainda não foram divulgadas pela empresa. À reportagem, a assessoria de comunicação da companhia afirma que “sobre o ocorrido com o KC-390, a Embraer não fará comentários adicionais”.

O incidente aconteceu no sábado (5), enquanto a aeronave passava por testes na pista em Gavião Peixoto (SP) e saiu da pista. O caso não deixou ninguém ferido.

Fonte: Portal Meon