5 dicas para economizar em viagens familiares

  • Por Roberto Vilela

Fala a verdade, viajar em família é uma delícia. Depois de tanto tempo na cidade, na mesma casa, todo mundo tem uma oportunidade para se divertir juntos em algum fantástico. Escolhe-se o destino, preparam-se as malas e basta esperar a data chegar.

Agora, o que não dá pra deixar de lado é a parte do orçamento. Mais pessoas, mais gastos, mais necessidades de última hora e, se não houver controle nem planejamento, a trip pode até ser inviabilizada por falta de recursos. É melhor ir a um hotel ou alugar uma casa? Ir com o veículo próprio ou optar por um aluguel de carros em empresas como Unidas ou Localiza? Confira nossas dicas!

#01 Alojamento

A opção mais tradicional é procurar um hotel, estão disponíveis em praticamente todos os lugares. Uma boa dica é pesquisar com antecipação e aproveitar as promoções de baixa temporada.

Alugar uma casa ou apartamento: Principalmente quando falamos de famílias, alugar uma casa ou apartamento permite que se mantenha a intimidade. Acha que é caro? Pois confira as alternativas disponíveis em páginas como o Airbnb, tem de tudo.

#02 Transporte

Foto: Vix.com

Viajar de avião é a forma mais rápida e, sem dúvida, mais interessante. Por outro lado, pode sair bem mais caro. Aliás, ou não! Pesquise em páginas de voos econômicos, há promoções realmente imperdíveis. Também vale a pena começar a usar as milhas e conseguir descontos.

Uma das melhores opções é alugar um carro, permite que se tenha mobilidade, liberdade e conforto. Mesmo assim, ao invés de ter que gastar um monte de dinheiro para fazer a revisão e deixar tudo em condições, por que não procurar uma empresa de aluguel de carros? Se você botar na ponta do lápis, vai ver que sai muito mais barato.

#03 Escolha do destino

Foto Joland

Em períodos como férias do meio ou do começo do ano, fuja dos lugares mais badalados. Os preços podem até triplicar e tudo está absolutamente lotado. Procure destinos alternativos, onde o preço não sobe tanto e há opções mais em conta.

Hora de barganhar e ir aonde quiser. Há promoções incríveis nas épocas de menor movimento, já que hotéis e outros serviços baixam de preço para manter a competitividade.

#04 Seguros de viagem

Foto: Quanto custa viajar

Seguros são importantes para você viajar tranquilo. Principalmente para sair do país, é bom contar com cobertura de saúde, por exemplo. Nossos serviços públicos não são excelentes, mas são gratuitos. Há países onde não.

Além da parte da saúde, também é uma boa ideia contratar seguros para as bagagens. Principalmente em família, há muitas coisas para levar e organizar o tempo todo, não é tão fácil, mas o extravio ainda é uma realidade, principalmente em períodos de muito fluxo em aeroportos e rodoviárias.

Vá no seu carro ou alugue um carro, também não deixe de contratar um seguro na hora de pegar a estrada. As locadoras oferecem esta opção na hora do aluguel e, se for no seu veículo, mais importante ainda. Para sair do país, lembramos que é preciso fazer um seguro chamado carta verde, que cobre danos a terceiros.

#05 Compras

Há destinos que são caracterizados pela possibilidade de comprar coisas, muitas coisas. Principalmente para quem vai para os Estados Unidos, é uma boa oportunidade para adquirir tudo que é muito caro no Brasil ou diretamente nem chegou por aqui ainda. Neste caso, pesquise bastante, todo lugar tem opções mais baratas.

Neste ponto, fique atento aos limites da aduana. Se a viagem for de avião, a cota é de US$ 500,00 por pessoa; já por via fluvial, terrestre ou lacustre, o montante baixa para US$ 300,00. Se quiser se informar sobre todas as especificidades, entre na página da Receita Federal.

Tudo planejado?

Esperamos que o artigo tenha ajudado a pensar uma viagem que, efetivamente, caiba no seu bolso. Assim, dá pra fazer tudo e não voltar com aquela sensação de que acabou gastando demais. Se você tiver mais alguma ideia, conta pra gente, há muitas famílias pensando exatamente no mesmo que você: como economizar em viagens familiares!