Judoca bauruense Renan Torres é ouro no Pan-2019

O judô de Bauru é ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima. Nesta quinta-feira (8), o jovem Renan Torres, de 20 anos e atleta do Sesi Bauru, com desempenho irrepreensível, conquistou o lugar mais alto do pódio na categoria até 60kg. Renan foi entrevistado pelo Jornal da Cidade antes do embarque para Lima e já antecipava a confiança no título, apontando o equatoriano Lenin Preciado, bicampeão pan-americano, e o estadunidense Adonis Diaz como principais adversários na briga pelo ouro.

E o atleta de Bauru superou os dois no caminho para o alto do pódio. A trajetória de Renan foi tão boa que ele venceu todos seus rivais e eles, de tão fortes, chegaram ao pódio. A primeira luta foi contra Adonis Diaz, que depois foi bronze. O brasileiro também superou Roberto Almenares, de Cuba, outro que foi bronze. E na decisão bateu justamente Preciado.

“Eu acordei tranquilo e bastante confiante. Sou um dos mais novos da equipe e essa medalha dá força para meus companheiros nos próximos dias. Eu vinha treinando bastante e acho que fiz uma competição boa”, disse o atleta, que treina em Bauru sob orientação do sensei Omar Miquinioty.

A japonesa Yuko Fujii, técnica da seleção masculina, elogiou o garoto. “Ele fez três lutas perfeitas. É novo, mas mostrou muita calma. Fiquei impressionada com o desempenho dele. Já estava muito confiante, mas lutou no primeiro dia, o que sempre é mais difícil, e chegou à medalha de ouro. Isso prova para os mais novos que eles também podem vencer e dá uma motivação a mais”, comentou.

Natural de Londrina (PR), mas morando em Bauru desde 2013, quando ingressou no Sesi Bauru, Renan já é campeão em seu primeiro Pan, que já conta com títulos como os ouros da Copa Pan-Americana Senior e da Copa Europeia sub-21 2019, o vice-campeonato da Copa Europeia de Bremen 2019 e o bronze do Campeonato Mundial Junior 2018.

O judô do Brasil ainda garantiu outro ouro. Larissa Pimenta confirmou o favoritismo na categoria até 52kg e ganhou da mexicana Luz Olvera. A luta foi bastante dura e parelha, e terminou empatada no tempo normal. O duelo seguiu para o golden score e, após quase seis minutos, a atleta do México recebeu seu terceiro shido e com isso a brasileira ganhou o ouro.

Cherighini bate campeão olímpico

Marcelo Cherighini conquistou nesta quinta-feira (8) um dos resultados mais expressivos de sua carreira. Ele venceu a prova dos 100m livre do Pan de Lima-2019 com um tempo de 48s09, deixando para trás o estadunidense Nathan Adrian, que foi campeão olímpico nessa distância nos Jogos Olímpicos de Londres-2012 e medalhista de bronze na Rio-2016. Adrian ficou oito centésimos para trás do brasileiro. Michael Chadwick, também dos Estados Unidos, ficou em terceiro, com 48s88.

Fonte: JCNet