Fora de casa, São Paulo vence o Bragantino por 2 a 0

Pablo e Arboleda, os artilheiros do jogo – Imagem: Instagram oficial do Arboleda – @robertharboleda4

Aparentemente, Vagner Mancini, com auxílio do novo treinador Cuca, encontrou a forma de jogo ideal da equipe tricolor. Pela segunda vez consecutiva, o interino levou a campo um time calcado no 3 – 4 – 3, com os zagueiros Arboleda, Bruno Alves e Anderson Martins dando proteção aos avanços de Léo e Igor Vinícius para construir o ataque tricolor. Vale lembrar que essa formação com 3 zagueiros foi muito eficiente no Morumbi, principalmente em 2006,2007 e 2008, no tricampeonato brasileiro sob a tutela de Muricy Ramalho.

Com o retorno de Hernanes, recuperado de uma tendinite, e as presenças dos garotos da base Luan, Helinho e Antony, o Tricolor tinha um time muito veloz e ofensivo. Entretanto, no primeiro tempo, só conseguiu chegar em cobranças de falta, uma de Pablo e outra do “Profeta”, que obrigaram Alex Alves a fazer boas defesas.

Assim como o adversário, o Bragantino de Marcelo Veiga também não criou chances perigosas de gol. O time comandado, dentro de campo, pelo meia Vitinho e pelo centroavante Matheus Peixoto, se preocupou mais em defender do que atacar e não assustou o goleiro Tiago Volpi.

Na volta do intervalo, Mancini resolveu abrir mais o time e sacou o zagueiro Bruno Alves para a entrada de Diego Souza. Essa substituição deu um ânimo à partida, pois o São Paulo tinha um maior poderio ofensivo, enquanto o Massa Bruta tinha mais espaço na defesa adversária para atacar.

Assim, aos 17 minutos, o placar foi aberto. Tiago Volpi lançou, Diego Souza ganhou no alto e, após confusão na área, a bola ficou limpa para o matador Pablo, que encheu o pé e marcou seu quarto gol no Paulistão. A partir daí, o Bragantino passou a ficar mais com a bola, mas pecava no último passe e não conseguia marcar, só chegando em duas finalizações de fora da área, sendo que a de Vitinho parou em linda defesa de Volpi.

Então, aos 30, o time do Nabi Abi Chedid sofreu o castigo. Em escanteio batido por Nenê, Arboleda se movimentou na área e apareceu sozinho para concluir e dar números finais à partida. Com esse gol, o Tricolor do Morumbi quebrou um tabu de 38 dias e 9 jogos marcando 1 ou nenhum gol (a última vez tinha sido na segunda rodada, contra o Novorizontino, em vitória por 3 a 0).

O garoto Antony vai, cada dia mais, se firmando como titular do São Paulo. Sem medo de partir pra cima, dando bons passes e criando jogadas, o menino de apenas 19 anos está deixando de ser promessa para ser realidade. Além dele, Luan, que já está com os profissionais desde o ano passado, também é ótima alternativa pro meio campo do tricampeão mundial.

No próximo sábado, o São Paulo, agora líder de seu grupo, tem confronto contra a Ferroviária no Pacaembu (o jogo seria no Morumbi, mas, por conta do alagamento na sede social do clube, foi transferido ao Pacaembu). Já o Bragantino, ainda brigando pela classificação no grupo do Corinthians, vai até Ribeirão Preto, na sexta feira, enfrentar o Botafogo pela 10ª rodada.