Em noite de homenagem a Coutinho, Novorizontino surpreende e vence Santos fora de casa

Esportes
Em noite de homenagem a Coutinho, Novorizontino surpreende e vence Santos fora de casa 17 março 2019

Por Giovanni Luque

Cueva em disputa com Cléo Silva. Foto: Twitter oficial do Santos Futebol Clube – @SantosFC

O Peixão dominou, de fato, a partida. Os números do Footstats apontaram 66% de posse de bola contra 34% do Novorizontino. Além disso, outro dado que reafirma o controle santista sobre o jogo é o de passes certos: foram 491 para o Santos e, apenas, 154 para o rival.

Aquele velho ditado do esporte, “o futebol é uma caixinha de surpresas”, foi, mais uma vez, colocado à prova no Pacaembu e se mostrou verdadeiro.  A grande pressão alvinegra não se converteu em muitas chances de gol e o Tigre, mesmo chegando pouco ao ataque, foi competente.

Quem assistiu ao jogo desde o início, provavelmente, pensou que o Peixe não demoraria a marcar e ser vitorioso. Cueva, em passe de Rodrygo, e Rodrygo, em passe de Cueva, obrigaram o volante Matheus Sales e o goleiro Vagner a fazer boas intervenções para evitar a abertura de placar santista. Mas parou por aí.

Quem, realmente, marcou na primeira etapa foi o Aurinegro do interior. Felipe Marques construiu boa jogada pela ponta esquerda de ataque e rolou pra trás; o camisa 10 Murilo Henrique dominou já limpando a marcação e bateu no canto esquerdo baixo, sem chances para Vanderlei.

Além dos experientes e muito rodados Vagner e Edson Silva, o Tigre contou com a boa partida do atacante Felipe Marques. O técnico Roberto Fonseca o escalou na ponta esquerda e foi ali que ele “se criou”. Muito veloz e incisivo, o baixinho infernizou o lado direito da defesa adversária, dando assistência e participando das principais oportunidades de seu time. Bom jogador para se observar.

Novamente sobre o jogo, o Leão do Mar voltou com outra postura na segunda etapa. Dois bons chutes de Jean Mota e um cruzamento (aquele mesmo que passa na frente de todo mundo e ninguém consegue completar) de Carlos Sánchez foram os ataques mais perigosos do time. Sampaoli tentou mais e colocou Felippe Cardoso, Copete e Sasha, mas os três atacantes também não resolveram.

Com a vitória, a equipe se afastou do Guarani e conseguiu a classificação para a segunda fase do Paulista, na qual vai enfrentar o Palmeiras. Derrotado, o Peixe ainda sofreu outras duas baixas: perdeu a liderança do grupo e a geral do campeonato para o RB Brasil, não possuindo mais a melhor campanha.

Na próxima rodada, ambos os times cumprem tabela nesta última rodada, tendo em vista que já se classificaram. As duas partidas serão na próxima quarta-feira. O Santos vai até Ribeirão Preto enfrentar o Botafogo e o Novorizontino volta à casa para receber a Ferroviária.

Giovanni Luque é estudante de Jornalismo e colaborador do Bom Dia Criativa

Compartilhe esta notícia
Oferecimento
BERIMBAU INST DESK
FREIRE MOTOS
Oferecimento

Veja também

Oferecimento
VISTORI
SHOPPING INSTITUCIONAL
INSTITUCIONAL ELO
EXAME TOXICOLOGICO