Corinthians tropeça em casa e aumenta a instabilidade

Com gol de Tcharlles, Inter de Limeira faz história e vence na Arena

Inter foi mais eficiente e venceu a partida. Foto: Alan Morici – @A_Corinthians

Sabe aquele jogo em que o time da casa domina a partida, mas não transforma posse de bola em gols e sai derrotado? Pois é. Esse cenário, tão comum nos Estaduais, aconteceu na tarde deste domingo, 9, na Arena Corinthians.

Não que o Corinthians tenha jogado bem, criado ótimas chances e perdido o jogo por detalhe. A meu ver, longe disso. Mas o fato é que, pelo menos, a posse da bola foi majoritariamente dos mandantes, atingindo a casa dos 70% em diversos momentos da partida.

Pensando em descansar/poupar o time titular para o jogo da próxima quarta, que vale a vida dentro da Libertadores, Tiago Nunes escalou o chamado “mistão”, apenas com Cássio, Pedro Henrique e Cantillo do considerado time titular. Gil, Fagner e, até mesmo, o vice – artilheiro do Paulista, Mauro Boselli, ficaram no banco de reservas.

As principais chances alvinegras, no 1º tempo, saíram dos pés dos atacantes Everaldo e Gustavo. Bem no comecinho, aos 2 minutos, Madson abriu para Gustagol que finalizou forte, para defesa de Rafael Pin. Depois, aos 16 minutos, o veloz Everaldo recebeu passe de Cantillo e finalizou, com perigo, para fora.

Falando em Cantillo, mais uma boa apresentação do colombiano. O corinthiano mais observador já deve ter percebido que toda jogada de ataque do Timão passa pelos pés do volante que ou avança e cria situações de perigo ou faz bons lançamentos para que pontas e laterais se aproximem da área rival. Ponto positivo para Tiago Nunes.

Enquanto se preocupava em marcar e não tomar gol, a Internacional de Limeira, comandada pelo vitorioso ex – meia Elano, eventualmente se arriscava no ataque. Aos 14 da 1ª etapa, Lucas Braga – bom nome do time de Limeira – fez fila na defesa e só parou na intervenção de Cássio. Porém, no final desta metade, ele cruzou da direita e Tcharlles (assim mesmo) completou, anotando o único gol da partida.

Nos últimos 45 minutos, mesmo com as entradas de Luan e Fagner, o Timão só assustou em cabeçadas de Gustagol. Nada mais e vitória da Inter, que soma 3 vitórias em 5 jogos.

Para o Alvinegro, é hora de ligar o sinal de alerta. Na quarta feira, a equipe enfrenta o Guaraní (PAR), que já foi seu algoz em 2016. Precisando vencer por mais de um gol de diferença se quiser avançar na competição sulamericana, esse é o jogo da vida.

Na próxima rodada do Paulistão, o Corinthians enfrenta o São Paulo, no Morumbi, às 19 horas do próximo sábado. Já a Inter recebe o invicto Santo André, em Limeira, às 19:15 da próxima sexta.